terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Novas reflexões a partir de janeiro/2008.
Um ótimo Natal e um Novo ano repleto de Deus e crescimento em seus relacionamentos.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Quando a escuridão chega


Neste momento você pode estar vivendo completa escuridão. Um forte sentimento de vazio somado a uma solidão que parece assolar profundamente seu coração.

As razões são associadas a uma perda que não conseguimos entender o por quê. Só sabemos que ela existe e nos perturba muito. Queremos respostas para o fim de um relacionamento que tinha tudo para dar certo ou de um trabalho que era estável aos nossos olhos, por exemplo.

Diante de tais fatos olhamos para uma escuridão que parece não ter fim. A ansiedade aumenta, o medo de novos desafios que num momento era pequeno, transforma-se num gigante. Reações químicas e psicológicas ocorrem dentro de nós nos levando muitas vezes a manter nossos pensamentos no passado que não se realizaram.

Cuidado para não se culpar por aquilo que você nada ou pouco podia fazer. Queremos sempre ter o controle da vida em nossas mãos e quando a escuridão toca à nossa porta, caímos na lona.

Agora o que não lembramos nesses tempos difíceis é que nosso Deus é misericordioso, e se o deixarmos simplesmente agir, veremos esse mesmo Deus grandioso nos puxando por uma corda e nos retirando do mar da escuridão.

Tudo que pode estar acontecendo hoje você não entende. Mas saiba que existe um Deus que mesmo em meio à escuridão está presente e bem ao seu lado, quando você desperta para um novo dia e se deita para dizer adeus ao dia que passou, porque Deus não descansa de cuidar de cada filho Seu.

Ele nos dá quatro promessas básicas para quando enfrentamos situações de plena escuridão emocional:

1)Todas as coisas contribuem juntamente para quem ama a Deus. Guarde que não são 80 nem 90%, e sim todas as coisas;

2)Ele diz baixinho ao seu ouvido: Este é o caminho, andai por Ele;

3)Coloque o reino de Deus em primeiro lugar no seu dia, e todas as demais coisas lhe serão acrescentadas;

4)Porque sete vezes cairá o justo e você se levantará.

São promessas que precisam ser gravadas e manter sua confiança nesse Deus que está querendo operar para lhe tirar dessa e lhe dar uma nova vida com novos desafios e pessoas que certamente lhe darão a vitória. Portanto agradeça a Deus porque Ele lhe ama muito e não vai te deixar por nada, não mesmo.

domingo, 25 de novembro de 2007

Impotência


Você já se sentiu impotente diante das situações que lhe sobrevém? O que fazer quando parece não existir saída?

As pessoas continuam a acreditar em seus íntimos serem senhores de suas vidas, capazes de dar soluções aos problemas da melhor maneira que podem. Como conseqüência da tórrida insistência, permanecem acumulando dores e lágrimas.

O que fingimos não ver é que você e eu somos impotentes diante dessa vida. Lutamos em aceitar que somos limitados em pensamentos e ações, e isso nos enlouquece nos tirando literalmente de nossos eixos.

Nas incontáveis surpresas aparentemente ruins que recebemos como respostas às nossas escolhas e atitudes, queremos agir, não há tempo para esperar um pouco, somos imediatistas, exigimos respostas pra tudo agora, o amanhã está muito distante, assim pensamos.

Então, quando não mais encontramos saídas, podemos:

1) Abandonar a vida e passar a viver como se tudo fosse fruto do acaso, acompanhado da falta de prudência com nosso corpo, mente e espírito;

2) Entregar-nos a Deus, mas com certas restrições.

As restrições certamente existem porque insistimos sermos senhores de nossa vida, mesmo quando queremos nos enganar parecendo viver em relacionamento com Deus, quando na verdade estamos vivendo a teoria, não a prática experimentada.

É difícil para nós aceitarmos que somos impotentes, que nossa capacidade é limitada e que devemos ir ao encontro de Alguém maior, que sabe tudo e pode tudo. É mais complicado ainda, pegarmos na mão de Alguém que não vemos, mas que está ali nos acompanhando e quando choramos, Ele também chora.

O Filho disse: “Sem mim nada podeis fazer”. A nossa fortaleza e estratégia para solucionar os problemas mais impossíveis à nossa limitada visão está na manutenção de um relacionamento autêntico com Jesus. Onde você se coloca inteiramente no colo desse seu irmão que chora por você diante do Pai, pedindo, implorando que te socorra das tempestades e temporais da vida.

Não duvide: você e eu somos impotentes e Deus pode fazer mais por você, basta se entregar em Seus braços. Ele abriu o Mar Vermelho para que Seu povo, impotente diante da falta de saída, fosse salvo de seus inimigos, Ele também está disposto a abrir o Mar Vermelho de sua vida, se você pedir e permanecer com sua mão agarrada às mãos desse Pai amoroso e que nunca falhou em suas promessas.

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Aprenda a conjugar o verbo


Você realmente sabe conjugar amar e gostar?

Se não entendermos como esses dois comuns verbos desenrolam-se nos relacionamentos, poderemos nos machucar muito e sem necessidade.

O ser humano vive preocupado em ser amado, no entanto, você só poderá ser amado por alguém se antes escolher amar. Amar implica em querer o bem e o respeito ao outro. Deus te ama não porque você ama primeiro, mas porque Ele te escolheu amar independente de quem você é.

Amar não significa necessariamente gostar. Você pode amar sem gostar. Como é possível? Gostar é querer próximo, é uma questão de distância. Para gostar a outra pessoa precisa despertar atitudes positivas em você, e assim pode acontecer a aproximação.

Considere ainda que o processo de gostar é dependente do nível de maturidade em que você está. Na infância as exigências são simples para se gostar de alguém, já na fase adulta ela se torna infinitamente complexa, formando uma equação com muitas variáveis que nem você mesmo conhece seus valores.

Quando você compreende que para alguém gostar de você não é preciso mexer em nada, mas acreditar que Deus pode colocar pessoas que aceitam você do jeito que é, então suas ansiedades começam a diminuir.

Hoje você gosta de alguém por um conjunto de fatores desejando estar próximo dessa pessoa. Amanhã talvez seus gostos se modifiquem, porque a vida está em contínua mudança e você deixe de gostar dessa mesma pessoa, embora possa continuar amando.

Também talvez alguém deixou de gostar de você hoje. Será motivo pra você transformar suas esperanças em amargas decepções? Certamente não. Você continua sendo o filho que Deus observa com amor todos os dias. Esse Pai não falha, não mente e não brinca com você, deseja ardentemente a sua felicidade e sucesso. Mas há um porém: depende de você confiar nele, se entregando completamente em Suas mãos.

Leve à sua mente que gostar não é um processo que você pode controlar. Vá além de você, e, portanto procure não culpar e não se culpar pelas surpresas boas e também ruins que a vida pode lhe apresentar nesse campo, apenas aprenda a entender como tudo isso funciona e aceitar, o mais Deus fará por você.

sábado, 10 de novembro de 2007

Esforço no conhecimento de Deus


Podemos dividir o ser humano em dois grupos: aqueles que acham que conseguem viver por si sós, se considerando deuses de suas decisões, falas e atitudes e os que tem certeza do conhecimento de Deus.

Vamos nos atentar ao último grupo, porque o anterior já escolheu não acreditar imagine então conhecer. Neste grupo podemos subdivi-lo em mais dois: os religiosos e cristãos.

Nem todo religioso é cristão, acredite você. A pessoa religiosa tem foco na igreja e nas suas doutrinas. Sobrevive espiritualmente mas não vive o que Deus deseja, a menos que ela vá além da sua religião. Ir à igreja é importante, agradecer a Deus através de cantos, ofertas e dízimos, tem seu lugar, no entanto há atitudes e comportamentos mais fortes que são esperados de alguém que deseja conhecer Deus.

A Sagrada Escritura nos orienta: “Conheçamos o Senhor, esforcemo-nos por conhecê-lo”. (Oséias 6:3) O primeiro passo para realmente conhecer Deus é se esforçar. Na há nos relacionamentos a possibilidade de conhecer alguém sem esforço na busca de um profundo conhecimento da outra pessoa.

Considere tempo para as coisas de Deus. Você é continuamente pressionado para deixar o seu Deus em segundo lugar. Além de cada um de nós ter o dever de reservar um tempo em particular com nosso Pai Celestial. Esse tempo precisa ser gasto abrindo seu coração como você abriria ao seu maior amigo. Uma conversa sem formalismos com quem lhe envolve diariamente com amor.

Cuidado com os formalismos em seu relacionamento com Deus. Uma oração mecanizada pode muitas vezes não passar do teto do seu quarto. Não tem segredo: conte suas dores, suas dificuldades, os pensamentos que tem viajado pela sua mente, suas alegrias, enfim, revele sua vida a Deus. Ao decidir contar de si forma-se um canal de aproximação entre Ele e você que será aperfeiçoado pelo amor.

Por último, conhecer Deus requer a estratégia de dar um passo de cada vez, aos poucos. Tenha em mente que a passagem para além do rio é estreita, não porque poucos passarão, mas cada pessoa enfrenta grandes dificuldades que podem suportar se assim forem perseverantes com os olhos da alma fixos nos Céus.

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Terapia na saúde


Você já visitou um profissional dessa área? O que ele tem a ver com seus relacionamentos?

Hoje corremos atrás do tempo com nossas atividades, nos irritamos facilmente com os engarrafamentos quilométricos nas grandes cidades, ficamos com medo da violência, somos bombardeados de apelos sexuais na mídia impressa e também eletrônica, nos preocupamos com a educação de nossos filhos.

Em decorrência disso e mais um pouco, o mundo é caracterizado por medos, ansiedades e controles. Em princípio, você não vê saída. Para onde se direciona nossos sentidos, encontramos o ser humano fora do seu equilíbrio.

Já parou para contar quantas pessoas de seus relacionamentos possuem uma leve ou aguda depressão? Muitas vezes nem elas tem consciência que uma sonolência constante, falta ou excesso de apetite, desmotivação, indecisões e elevada ansiedade são resultados da depressão.

Para diagnosticá-la bem como tratar da causa, é necessário realizar auto-análise, que por sinal não é tarefa das mais fáceis. Conhecer quem somos nos assusta com o que podemos encontrar. Avaliar nosso caminho, parar e recomeçar se necessário, só de pensar já nos dá calafrios. Você sabe que há coisas em sua vida que o perturbam e consequentemente incomodam, no entanto, pouco você consegue fazer para buscar sua saúde mental e espiritual.

Por longas décadas a terapia foi estereotipada pela sociedade como coisa de pessoa fora de si. Se tratar com terapeuta? Você está em seu juízo perfeito? Infelizmente esse é o quadro que encontramos. O que você desconhece é que sem eles sua saúde pode ficar comprometida podendo desencadear doenças graves que você não imagina e por conseqüência acabar prejudicando em muito seus relacionamentos, sua maior perda, com certeza.

O mais intrigante desse relacionamento entre você e o terapeuta é que embora este profissional conheça tudo de sua vida, você não conhece nada da vida dele. E assim sempre deve ser para o seu bem.

Jesus foi durante sua permanência na Terra um dos grandes, se não o maior terapeuta que o mundo já teve. E toda sua fonte de consulta foi um livro encontrado na maioria de nossos lares, a Bíblia Sagrada. Em Seus evangelhos encontramos conselhos para lidar com a preocupação, ansiedade, medo, riquezas entre tantos outros temas que enfrentamos.

Procure no terapeuta a ponte que levará você a se conhecer mais, para então lidar com suas inquietações e lhe conduzir com segurança Àquele que é a luz, a verdade e a vida.

sábado, 27 de outubro de 2007

O propósito do calor divino


Você entende o que lhe acontece hoje? Aprendeu a confiar em Alguém que conhece profundamente seu coração?

Vivemos com um propósito para Deus: nos salvar para uma nova vida livre das dores. No entanto, existe um processo despercebido aos nossos olhos e fundamental para entender as coisas que nos sucedem.

Seu Pai que habita nos Céus deseja ardentemente transformá-lo à imagem de Seu Filho e fará tudo que for necessário para alcançar Seu objetivo. O início do processo está no calor divino que recebemos. Aquele caracterizado pelas dificuldades que nos cercam nas esferas profissional, afetiva, familiar e espiritual.

Do calor segue-se a dor que em meio às nossas escolhas: rejeitá-la ou aceitá-la, fará a diferença para nossas vidas. O ser humano cresce na dor e deve estabelecer bases sólidas nos tempos de bonança. Recorde que é fácil carregar um cálice vazio, o desafio está em carregar um cálice de vinho transbordando. Quem consegue? Somente os que escolhem olhar para Cristo.

Atenção à nomenclatura Cristo. O Filho de Deus recebeu muitos nomes, entre eles Jesus, o Salvador, e Cristo, o Sofredor. Quando falamos em nome de Cristo, estamos nos referindo aos sofrimentos que esse Filho passou por você e por mim. Olhando para Aquele que venceu o mundo, você certamente vencerá, pois da dor, vem a próxima etapa do processo, a purificação.

Se purificar é Deus perdoar os seus pecados passados e erros cometidos, transformando seus pontos fracos em forças cuja fonte é o próprio Pai amoroso que vive ao seu lado te buscando incessantemente. E finalmente um coração purificado se torna semelhante a Jesus. Desenvolver o caráter de Cristo é um processo que envolve a confiança no Criador.

Você aprende a confiar em alguém, convivendo e conhecendo essa pessoa. Através do estudo da Bíblia, da leitura de bons livros e da oração é que você irá confiar em Deus e assim o processo de purificação que passamos não será algo impossível de aceitar, porque existe Alguém com os olhos fixos em você desejando e lutando pela sua salvação.

Encare o calor divino como uma benção onde Deus quer lhe mostrar algo que irá fortalecer sua fé e aprimorar seu caráter se aproximando ao de Cristo rumo à vida eterna que Ele tem reservado incondicionamente para você.

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Viva o recomeço


A vida é distinta e única para cada ser humano. Formada de emoções boas e ruins que o acompanham todos os dias. Ao longo da estrada, escolhas são feitas trazendo conseqüências positivas e negativas.

Muitas vezes, traçamos planos em nossa mente para conquistar a carreira de nossos sonhos, trabalhar em uma grande companhia, casar com a esperança de levar uma vida a dois em intimidade, criar filhos que sejam exemplos de cidadãos.

No entanto, quando as coisas acontecem, nem sempre o que planejamos se realiza como realmente gostaríamos. A carreira pensada se projeta longe do que você se tornou profissionalmente, o casamento que você continuamente arquitetou como seria nos mínimos detalhes, no dia a dia, pode se transformar em um pesadelo, havendo dois estranhos convivendo sobre o mesmo teto, sem diálogo nem intimidade, ou ainda filhos que se tornam arrogantes envergonhando a família.

Você se pergunta: Onde errei? É natural encontrar justificativas por desvios no planejamento. Saiba que existe Alguém no controle da sua vida, e se as coisas acontecem, talvez tenha um pouco ou muito de sua participação, não importa para a nossa reflexão, mas tenha que Deus permite. Não conheço o por quê, mas sei que Seu principal propósito é receber você de braços abertos numa mansão que nenhum olho nunca viu ou ouviu, ou que jamais pensou que pudesse existir.

Então, o tempo passa, as coisas melhoram, e você percebe que pode mudar e trilhar novas rotas, fazer novas escolhas. Acredito que o seu Deus é um Deus do recomeço. Ele deseja sua felicidade mais do que qualquer outra pessoa no Universo. Um Pai feito de amor e que emana amor, trabalhando vinte e quatro horas por dia, cuidando de você desde o momento em que acorda até fechar os olhos e descansar depois de um dia tenso.

Todavia, recomeçar implica em aceitar o desconhecido, que provoca medo de mãos dadas à insegurança. É como você apostar em algo, onde não se tem certeza do resultado que dará. Com um ressalvo: Você alimenta esperança de que pode ser uma mudança positiva em sua vida?

Se você está neste momento com dúvidas, vá a Deus, peça Sua orientação, e acredite que uma nova vida pode estar batendo à sua porta só esperando você abrir. Procure não adiar suas decisões, as oportunidades vem e vão, o que você acredita que tem, pode se perder, o momento é agora de continuar firme no fortalecimento de sua fé no Filho que já te salvou e escolher e viver um recomeço significativo em você.

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Despreocupe-se de tudo


Quantas e quantas vezes você foca na preocupação e um pouco mais à frente constata que todo seu esforço foi em vão? A preocupação, como já mencionada em reflexões anteriores, não tem efeito produtivo em seu dia a dia.

Quem escolhe se relacionar com Deus procurando viver em honestidade, contentamento, falando a verdade e evangelizando o seu próximo, não tem garantias de que não sentirá dores, nem de que o caminho será suave, mas certamente Deus está conduzindo você à Terra Prometida, a mansão celestial caracterizada por ser livre das lágrimas, culpa e medo que persiste neste mundo.

No entanto, ao longo da caminhada, nos preocupamos muito, pensando que determinadas atitudes são capazes de alterar eventos ou que assim estaremos no controle. Guarde que Deus é quem está no controle de nossas vidas. Se alguma coisa aparentemente ruim nos acontece, peçamos a Ele que aquiete nosso coração e vamos recordar na Bíblia: “Todas as coisas contribuem juntamente para o bem dos que amam a Ele” (Romanos 8:28), se são todas é porque é cem por cento.

É difícil acreditar que existe alguém que está no supremo controle da situação, permitindo os eventos. O que vezes deixamos de considerar é que Deus é onipresente e onisciente, conhecendo o mundo desde o princípio, olhando para dentro do seu coração humano, e, portanto o único capaz de compreender plenamente porque as coisas acontecem da maneira como acontecem.

O que se deve fazer é criar meios para se despreocupar, pois como já concluído acima, Deus é quem cuida, e, portanto, deixe as preocupações, que rouba literalmente seu tempo, em Suas mãos e o mais Ele fará por você. A vida lhe dá a oportunidade de todos os dias viver cada momento intensamente, ao lado da pessoa amada, dos filhos abençoados que Deus lhe deu, das incontáveis alegrias que o Pai lhe proporciona sem você perceber.

Agradeça a Ele tudo que você tem e peça que lhe ajude no que você mais precisa neste momento. E se esforce o máximo para se despreocupar das coisas que lhe tiram do seu centro de gravidade, porque existe um fato relevante em todo este cenário de preocupação: “o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa devorar (1 Pedro 5:8) .

Não duvide, o adversário existe e está perto, fazendo de tudo para nos imobilizar com as preocupações e então não vivermos o que Deus nos dá: nosso tempo presente, único disponível onde temos poder para escolher aquilo que no ajudará a fortalecer nossa fé e consequentemente nossa salvação rumo à Terra Prometida.

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

A porta para ansiedade


Você já teve medos? É natural o medo de perder a pessoa amada, dinheiro, trabalho, respeito, entre infinitas outras coisas. Agora, o que acontece quando seu medo aumenta de tamanho? Que conseqüências isso produz em você e nos seus relacionamentos?

Guarde que a ansiedade nada mais é que o medo em altas doses. Seria o mesmo que tomar conhaque duplo, talvez até triplo. O processo da ansiedade se inicia quando um alerta é disparado pelo organismo diante de uma ameaça, o medo. Instantaneamente seu organismo libera adrenalina que é bombeada pelo sangue e levada o mais rápido possível a partes específicas de seu corpo produzindo as respostas necessárias ao alerta de perigo.

O interessante é que não temos conhecimento de muitos desses alertas que recebemos e nesse ponto é que reside o risco para nossa saúde, porque a adrenalina é um veneno e precisa ser liberado para o organismo voltar ao seu estado normal. Pois a cada ameaça seguida de outra, é uma sobrecarga do veneno que se acumula, comprometendo em última instância nosso cérebro.

O propósito não é se aprofundar em detalhes biológicos do processo, no entanto desejo ressaltar o quão importante é cuidarmos do nosso dia a dia seja no ambiente de trabalho, lar, bem como quaisquer outros ambientes que possam disparar alertas. A ansiedade em si pode trazer conseqüências muito ruins uma vez que agimos no impulso de nossas emoções com escolhas erradas, falas mal colocada e atitudes impensadas.

Você precisa se proteger acima de tudo, lembre-se disso. Você é a peça mais importante em todo este cenário, chamado planeta Terra. Procure então encontrar meios para liberar as sobrecargas depositadas em você ao longo de um dia, semana. Um bom início é buscar a prática contínua de exercícios físicos como nadar, andar, correr, malhar. Você estará fazendo um bem grandioso a você mesmo.

Ainda para seu conforto espiritual, nossa Bíblia, como sempre, tem alguns conselhos mais valiosos: ”Lance sobre Deus toda a vossa ansiedade, porque Ele cuida de você” (1 Pedro 5:7) E “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica …” (Filipenses 4:6)

Perceba que em Deus você pode encontrar alívio de suas ansiedades. Não duvide e não questione, apenas aceite, vigiando seus pensamentos, pois eles são grandes vilões produtores de ansiedade, e o mais importante, confie na promessa: “Ainda que você ande pelo vale da sombra da morte, não tema mal algum, porque Deus está com você” (Salmo 23:4).

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Hora tranquila


Quanto tempo do seu dia você deposita no relacionamento com Deus?

Já sabemos que somos suficientemente incapazes para sermos bons e buscarmos felicidade dentro de nós. Por quê? Toda a fonte de alegria, felicidade e poder estão fora de você e de mim, encontra-se no bondoso Pai dos Céus.

Ser dependente de Deus, às vezes me perturba porque somos ensinados a ser independentes em tudo nos níveis que compõem nossas vidas. No entanto, identifico que Deus é meu Criador, Ele sabe mais de mim do que eu mesmo, Ele sabe o que é melhor para mim. Sendo assim, passa a ser lógico a mensagem: “Confie em Deus, e o mais Ele fará”. Isso significa claramente se colocar nas mãos desse amoroso Pai, se tornando dependente dEle em todas as coisas.

Em qualquer relacionamento, para alguém se tornar dependente, é preciso confiar no outro, e para tal processo acontecer, a condição necessária, é conhecer em detalhes esse outro. Com Deus não é diferente. À medida que você se deixa aprofundar no conhecimento do caráter de Deus e de seus princípios, você vai aprendendo a confiar no que lhe ocorre e assim se tornar dependente dEle.

Observe que o ponto de partida é conhecê-lo e assim os demais passos são conseqüências naturais. Portanto, como conhecer Deus? Na minha experiência espiritual considero as seguintes atividades:

1)Orar diariamente a Deus, contando sua vida. Ele o conhece perfeitamente, mas o ato de você escolher conversar com Deus fazem grande diferença no seu coração e no coração do Seu Pai;
2)Estudar a Palavra, onde você encontra ensinamentos e instruções necessárias para viver em felicidade;
3)Buscar se alimentar de Deus através de boas leituras, como meditações e literaturas que lhe ajudem a crescer espiritualmente.

Parece simples praticá-las, mas na correria com escola, trabalho, família e outras obrigações, muitas vezes colocamos tais tarefas em segundo, talvez até em terceiro plano, isso quando colocamos, comprometendo nosso relacionamento com Deus. E assim devemos nos esforçar para desenvolver a hora tranqüila, um momento diário entre você e Deus para exercitar as duas primeiras e principais atividades acima.

Por que então não acordar trinta minutos antes e ir falar com Deus? Será que o Pai que cuida de você não merece esse pequenino esforço? Será que dormir trinta minutos a mais, por exemplo, é mais importante do que abrir seu coração Àquele que fez os Céus, terra e mar?

Há uma canção belíssima intitulada “Falar com Deus” (Lineu Soares) e dos benefícios que esta ação pode propiciar a você: faz bem a alma, é tudo que seu coração precisa, irá lhe satisfazer, sentirá que os Céus estão abertos e ouvirá a voz do Salvador.

Experimente ter sua hora tranqüila porque só em Deus sua vida faz sentido, lhe dando forças para viver os bons e maus que lhe acontece, e por fim receber o que Ele irá colocar inteiramente para você, Sua verdadeira paz.

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Falar mal


A vida em sociedade mostra pessoas que desperdiçam boa parte do tempo falando mal, ou em outras palavras, fazendo fofocas da vida alheia.

Lembre-se que o ser humano está afastado de Deus e a cada escolha consciente ou não de evitar buscá-lo através de oração sincera e estudo cuidadoso de Sua Palavra, cai em terreno perigoso, daqueles que certamente lhe poderão ferir a alma ao falar mal de alguém, por exemplo.

Difícil afirmar o que leva à fofocar, no entanto, existem algumas prováveis motivações:

1)Chamar atenção de quem está ao redor, fazendo comentários pejorativos de colegas ou familiares;

2)Desprestigiar pessoas por hábito ou razões mais profundas, denotando falta de segurança em si próprio;

3)Destruir pessoas em sociedade.

Independente de quais motivações você e eu venhamos a nos enquadrar, guarde que todas se voltam para o eu, fortalecendo o egocentrismo humano. Ainda tenha em mente que você deve fazer ao outro o que você gostaria que ele lhe fizesse. Você se sentiria bem sabendo que alguém fala mal de você?

É preciso continuamente perceber o que você fala para não trazer problemas para os relacionamentos que mantém. A cada fala mal colocada ou interpretada, certamente virão conseqüências que atingirão uma ou mais pessoas. Se falar por falar já é abrir caminho para expor os outros e principalmente você, imagine falar mal?

A Bíblia como nosso canal de comunicação com Deus, nos revela conselhos sobre o tema. “Não faleis mal uns dos outros (Tiago 4:11). Que imperativo rico em sabedoria. Quantos desentendimentos, discussões e polidas poderiam ser evitadas se o homem ouvi-se atentamente o que Deus está gritando ao seu coração?

Por fim, aqueles que procuram vigiar sua fala, evitando denegrir a imagem de seu próximo e se esforçando para tirar o melhor dos que o cercam, nunca o seu pior, é uma pessoa madura que encontrará paz e felicidade em todos os níveis de sua vida. Isso é um processo, leva tempo, mas depende unicamente de você desejá-lo.

Se hoje você encontra dificuldades nessa questão, peça ao Deus do amor que lhe ajude, suplique de joelhos, clame, e sem dúvidas obterá respostas ao seu chamado, porque Ele lhe ama incondicionalmente e apaixonadamente desde o princípio de todas as coisas e fará o impossível para que você viva dentro de Seu infinito e bondoso coração.

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Terras do coração


Você possui uma terra para cuidar. Na vida se pode cultivar alguns tipos básicos de terra com características marcantes: a terra dura, com pedregulhos, espinhos e finalmente a terra boa.

A terra dura é impermeável à entrada da água da vida em seu interior. Lembre-se: Ela é rígida, a semente ao cair sobre ela, não tem forças para entrar. Quem cultiva tal terra, por mais que você fale da Palavra maravilhosa do Criador, a pessoa não ouve, prefere continuar em meio à escuridão espiritual, insistindo andar por caminhos que não lhe fazem bem.

Já a próxima é menos dura, certamente, uma terra melhor, no entanto, cercada de pedras, dificultando a possibilidade de se criar raízes. As pedras são os problemas, ressentimentos que você alimenta e que atrapalham seu bem viver. A Bíblia lhe diz: “... no mundo terá aflições, mas tenha bom ânimo, eu venci o mundo.” (João 16:33) A Palavra afirma que você terá aflições, suas pedras, mas você não deve desistir, pois o Filho de Deus venceu o mundo.

Então, o que fazer com esses pedregulhos? Procure organizá-los de forma a não atrapalhar o crescimento de sua planta. Coloque-os de lado, pedindo auxílio dos Céus e certamente virá e removerá essas pedras no tempo determinado por Ele.

Quanta aquela com espinhos, sua planta não consegue se firmar, uma vez que ao avançar, os espinhos irão sufocando-a. Considere os espinhos as atenções demasiadas que você coloca no mundo. O ser humano que não aceita colocar seu relacionamento com Deus como primasia de sua vida, cultiva terra com espinhos, concedendo imenso valor às coisas transitórias desse planeta e caindo em terreno perigoso para sua salvação.

E por último, os que cultivam a boa terra, produzirão muitos frutos, como o Filho que salva lhe diz ao seu coração: “E outra caiu em boa terra, e deu fruto: um a cem, outro a sessenta e outro a trinta” (Mateus 13:8) A terra boa é aquela pessoa que apesar das dificuldades e das lágrimas que saem dos seus olhos, escolhe permanecer olhando para Cima, e se esforçam para manter um relacionamento ininterrupto com o Pai e Senhor do Universo através de estudo da Palavra e da oração incessante.

Qual terra você tem cultivado em seu coração? Como ela tem sido? Saiba que independente de qual ela seja, Deus pode transformá-la naquela que produzirá bons frutos e que salvará você para um novo mundo, onde não mais haverá luto, nem prato, nem dor, porque as primeiras coisas passaram (Apocalipse 21:4)

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Indiferença


A indiferença é um sentimento misterioso da natureza humana. Já parou para pensar como ela surge? Convido a me acompanhar nessa análise e através das suas próprias experiências acumuladas reter o que for bom para você.

Sabemos que qualquer relacionamento se desenvolve através de dois pilares básicos: o diálogo e a confiança. Quando um ou ambos deixam de existir ou perdem força, o relacionamento seja amoroso, de trabalho ou familiar, entra em terreno perigoso. Além disso, considere que as coisas que você faz ao seu redor irão produzir frutos, independentes de sua vontade, e você certamente os colherá no tempo certo.

À medida que avançamos ao nos relacionar, estamos nos comprometendo com os sentimentos que iremos desenvolver na outra pessoa, mesmo que você não faça idéia, pois se lembre: mantemos uma conta bancária relacional com cada pessoa e quem determina as retiradas e depósitos não é você e sim a pessoa que recebe o tratamento.

Então a indiferença surge em decorrência de retiradas que a outra pessoa vai fazendo ao se relacionar ou fingir que se relaciona, talvez por aparência, formalismo ou quem sabe, outro motivo, o ponto é que todo problema se origina na forma como você irá se relacionar com as pessoas a partir do diálogo e do nível de confiança construído.

É importante dizer que a fala é um meio que precisa ser continuamente vigiado para não acabar abrindo feridas profundas na alma e utilizada sabiamente para o bem, para aproximar e não para afastar ou magoar. E as atitudes são outro meio que necessita de vigilância permanente, pois o ser humano irá ficar pelo que ele faz hoje.

Da fala e das atitudes, o sentimento de indiferença pode surgir com conseqüências eternas. Sentimento que não provoca alegria e muito menos dor é como uma anestesia espiritual, que por mais que você tente provocar, absolutamente nada perturba, nem mesmo a perda da pessoa.

Reflita como você vem se relacionando com as pessoas, aquelas principalmente com laços de sangue, porque as de trabalho, amizade ou amoroso, muitas vezes vem e vão, mas as que estão em seu DNA, você tem se aproximado ou afastado elas de você através de suas atitudes e fala? Quanto você tem se esforçado para cultivar relacionamentos que constroem e não destrutivos para você mesmo?

Comece analisando seu relacionamento com o Filho de Deus. Porque a vida só é vivida na presença permanente e diária de Jesus, o Filho que salvará você das lágrimas desse mundo, se escolher manter um relacionamento com Ele em cada pensamento e atividade que você alimenta.

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Deixe o Sol brilhar


Você pode não vê-lo como você vê sua pessoa amada, você pode não tocá-lo como você toca as pessoas que você ama, você pode até não senti-lo, mas existe um fato relevante: Deus é real e Ele pode ser o Sol de sua alma.

As pessoas podem tirar tudo de você, mas não podem tirar a confiança que você deposita em Deus, através do relacionamento que você escolhe desenvolver com Ele a cada dia de sua vida. Podemos desconfiar de qualquer pessoa, mas nunca de Deus, porque Ele te ama do jeito que você é com suas fraquezas e qualidades.

O mais interessante no processo de relacionamento com Deus é que Ele não força a entrada em sua vida, porque é um cavalheiro, aguardando você chamar por Ele, e não tenha dúvidas, Ele vem ao seu encontro sempre. Sua carta diz: “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa” (Apocalipse 3:20)

Perceba como a presença de Deus em sua vida é um convite, desde que você peça e deseja Ele participando de seus momentos de dor e também de alegria e tempos de bonança. Posso dizer que orar a Deus, é buscar incessantemente Sua Face. Já imaginou? Através da conversa com o Pai Celestial, você está vendo Deus.

Ainda na Bíblia, encontramos uma declaração magnífica do caráter de Deus, que gostaria de compartilhar com você alguns trechos. Diz respeito a uma personagem, Ana. Ela olha para sua vida, vê problemas, causas aparentemente insolúvel, mas ela escolhe ir a Deus e contar tudo a Ele, e então Deus responde.

A declaração é: “O meu coração exalta ao Senhor. Não há santo como o Senhor; porque não há outro fora de ti; e rocha nenhuma há como o nosso Deus. Não multipliqueis palavras de altivez, nem saiam coisas arrogantes da vossa boca; porque o Senhor é o Deus de conhecimento, e por ele são as obras pesadas na balança. O arco dos fortes foi quebrado, e os que tropeçavam foram cingidos de força. O Senhor é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela. Ele empobrece e enriquece; abaixa e também exalta. Os pés dos seus santos guardará, porém os ímpios ficarão mudos nas trevas; porque o homem não prevalecerá pela força”. (1 Samuel 2: 1-10)

Para mim é uma das declarações mais claras e concisas de quem é o meu e o seu Deus e a razão porque Ele pode ser Sol de nossas almas. Sem Ele, permanecemos na escuridão espiritual, é Ele quem nos orienta, aconselha, sara, nutre e nos mantém respirando.

Se Deus não tem sido o Sol em sua vida, pare e analise o que está faltando para que então Ele possa brilhar em todas as esferas de seus relacionamentos e assim você irá viver uma experiência real com Aquele que fez os Céus, a terra e tudo que nela há.

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Campo Minado


Percebo que minas são armadas continuamente em nossas vidas com um só propósito: desviar-nos, ferir e quem sabe até nos destruir. Os relacionamentos que você mantém fazem parte de um imenso campo minado.

Cada problema ou situação que surge no seu cotidiano é como uma mina que se arma ali na iminência de explodir a qualquer momento. Você então tem dois caminhos para seguir quando se defronta com uma: desarmá-la ou deixá-la explodir. Sua decisão está intimamente ligada ao que você quer e ao seu nível de equilíbrio.

A pessoa que age no impulso de suas emoções revela sempre falta de maturidade e por conseqüência faz escolhas que irão certamente lhe prejudicar. Ela está com frequência pisando em minas sem ao menos imaginar que elas existem ou dá pouca importância para a presença de uma.

No entanto, há aqueles que pensam antes de agir, observam atentamente as minas armadas e escolhem sabiamente desarmá-las. Onde está a diferença entre esse grupo e ao anterior?

Estão nas experiências de vida que vão se acumulando ao longo dos anos e a escolha consciente de crescer com elas, seja através de lições aprendidas, apoio terapêutico para se auto-conhecer ou a busca incessante dos conselhos divinos. Todos os meios são ricamente válidos para avançar no nível de maturidade e equilíbrio interior.

A vitória para qualquer ser humano está na habilidade em desarmar cada mina que se coloca diante dos seus olhos. Tenha em mente que nossos pensamentos são grande fonte geradora de campos minados. E já sabemos que os pensamentos levam às ações que por fim geram os resultados visíveis de sua vida.

Quantas e quantas vezes você lança uma palavra ou reage de determinada forma por causa de um conjunto de pensamentos que se inclinam para o mal e não para o bem de uma situação qualquer?

Procure identificar o campo minado que se forma a sua volta e encontrar meios para desarmá-lo, porque sua vida sempre estará repleta deles e é você que decide o que fazer: vai deixar explodir ou desarmar sabiamente com a orientação que vem de Cima?

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Preconceitos


Muitas pessoas vivem preconceitos podendo trazer problemas de relacionamento. Quando falamos nessa palavra, devemos pensar sempre em dois lados: a vítima e a pessoa que gera o preconceito por alguma coisa ou alguém.

A vítima nem sempre é comunicada que está sofrendo preconceito. No fundo, o maior prejudicado é quem gera e mantém o preconceito. Um sentimento negativo e vezes passado quase que despercebido pela pessoa, mas oriundo de conceitos pré estabelecidos em momentos da sua vida e retro-alimentados continuamente.

Se você é autor de algum preconceito, aconselho a analisar que isso pode estar atrapalhando você de enxergar além. O preconceito fortalece um lado mas enfraquece totalmente o outro. Ele foi inserido como resultado de nosso afastamento de Deus, e seu objetivo é apenas um: não permitir que tiremos o melhor do que os relacionamentos podem oferecer.

Há uma questão mais grave: aquele que tem preconceito está no mínimo fazendo um julgamento, muitas vezes fazendo avaliações parciais, sem antes dar a oportunidade a si de se esforçar para obter o melhor que aquela situação está oferecendo.

A pessoa que mantém preconceito vai aos poucos se definhando por dentro em algum aspecto de sua esfera de vida, sem ao menos se perguntar por quê aquele sentimento surge. Quantas vezes deixamos de aprender ou viver porque nossos preconceitos nos limitam?

Pense em todos os preconceitos que você tem hoje. Procure então encará-los sempre com uma pergunta: O caminho que você está seguindo tem sido bom para você? Se a resposta for não, então pare, vá a Deus em oração e peça para Ele lhe ajudar a mudar.

Tenha a certeza que existe um ser, o Espírito Santo intercedendo por você a Deus, e cada vez que você consegue romper um obstáculo, como um preconceito ou sair de uma situação difícil, esse Espírito está trabalhando.

Vigie seus pensamentos, atitudes e palavras com todo cuidado e procure eliminar os preconceitos, porque sem eles certamente é melhor para os outros, para você e para nosso querido e amado Deus, Senhor de sua vida.

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Ele faz mais por você

Você já ouviu muitas vezes a frase: “Só Jesus salva”. Convido a me acompanhar para entender a importância do Filho de Deus em sua vida.

Sabemos que existe um Criador de todas as coisas: “No princípio criou Deus os céus e a terra. (Gênesis 1:1). Você também deve ter em mente: “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; E criou Deus o homem à sua imagem; homem e mulher os criou”. (Gênesis 1:26).

Assim, você e eu somos uma projeção de Deus. Procure pensar em um plano no espaço, quando este plano é projetado, o mesmo se transforma em uma reta. Deus é o plano, nós somos a reta. Portanto conservamos características dEle, isso significa sermos semelhantes à Sua imagem. Além de nossa origem estar na linhagem criada por Ele.

Guarde ainda que Deus se comunicava diariamente com o homem e a mulher. No entanto, em um dado momento, eles o desobedeceram e como conseqüência a comunicação foi interrompida. Exemplificando: imagine uma ponte que liga duas estradas. A ponte representa a comunicação entre o ser humano e Deus. Da desobediência, a ponte caiu e a comunicação foi cortada, e, portanto toda raça humana por ser da mesma linhagem inicial, perdeu comunicação com o Pai Celestial. Perder comunicação significou cair em pecado, pois o pecado nada mais é do que o afastamento de Deus. E desobedecer a Deus significou desobedecer alguém de autoridade infinita. Como assim?

Considere um presidente de uma nação e um repórter estrangeiro. Se o repórter retratar mal o presidente, por mais que o presidente possa ser humilde, não vai adiantar o repórter pedir perdão ao presidente, porque ele ofendeu alguém que responde para uma nação inteira. E, portanto, somente alguém de autoridade igual poderá pedir perdão ao presidente e ser perdoado pelo mau trato do repórter.

Quando o ser humano ofendeu a Deus, o desobedecendo, ele ofendeu alguém que responde por um Universo e somente alguém de autoridade igual poderia pedir perdão a Deus para que a comunicação fosse restabelecida. No entanto, Deus sabe que não há ninguém de autoridade igual a Ele, porque Ele é Supremo. Então, você poderia pensar: minha comunicação com Deus foi rompida eternamente, porque eu não tenho a autoridade e nunca terei a de Deus, simplesmente porque sou criatura e não criador.

E você está certo, mas lembre-se que Deus é amor, e isso implica em dar amor, e, portanto por amor Deus encontrou uma solução. Como? Pedindo perdão a Ele próprio. Então Deus fez-se homem na figura de Jesus, mas com autoridade igual e sendo assim veio a esse mundo e pediu perdão ao Pai e foi aceito o perdão. E agora toda pessoa que aceita Jesus em sua vida, é como se Deus olhasse pra você e visse Seu Filho pedindo perdão e assim a comunicação é novamente restabelecida.

A Palavra afirma: “Ninguém vai ao Pai, senão por mim, eu sou o caminho a verdade e a vida”. (João 14:6). Jesus conduz você a um caminho, que caminho e vida são esses? A vida eterna, onde não mais haverá morte nem dor. E a verdade é que ninguém pode interceder por você a Deus, somente Seu Filho, único com poder e autoridade para ir ao Pai e fazer mais por você.

Tenha em mente e em seu coração que somente o Filho de Deus salva, porque Ele é o único de natureza e autoridade igual a Deus para que nossa comunicação fosse restabelecida e uma nova linhagem, sem pecado, pudesse existir e ela existe pela fé em Jesus. A Bíblia revela: “Porque o Filho do homem veio salvar o que se tinha perdido. (Mateus 18:11). Quando a comunicação foi interrompida, havíamos perdido a chance de viver em um mundo sem sofrimento, mas Deus providenciou para salvar você: Ele lhe deu Seu Filho para que todo que nEle acredita, não pereça mas tenha a vida eterna. (João 3:15).

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Você precisa

O tratamento que você recebe das pessoas com quem você se relaciona, seja na esfera profissional, religiosa, familiar ou afetiva tem impacto direto nas suas prováveis reações e sentimentos.

Muitas vezes tratamos uma pessoa pensando se ela merece e então problemas de relacionamento certamente surgirão. O grande segredo é dar ao outro não o que ela merece e sim o que ela precisa.

Deus ama você não porque você mereça ser amado, mas porque você precisa do amor de Deus para sentir segurança, conforto e paz em sua vida. Ainda para acreditar que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus conforme diz a Palavra em (Romanos 8:28).

Por que você não mereceria ser amado pelo Criador? Você assim como eu desobedecemos a esse Pai, duvidamos dEle em circunstâncias difíceis. O mesmo diz respeito às pessoas que se relacionam com você. Como você se sente quando uma pessoa não atende às suas expectativas? O que responder para alguém que lhe fere o coração? Você vai querer dar o que ela merece, certo?

Se você não tiver em mente que devemos dar a outra pessoa o que ela precisa, isso lhe trará duas prováveis conseqüências:

1)Você permitirá que ela decida como você irá se comportar;

2)Você provavelmente fará retiradas na conta bancária relacional que você mantém com aquela pessoa.

O que são contas bancárias relacionais? Imagine-se como um banco onde você mantém uma conta corrente com cada pessoa que você se relaciona, e que nessa conta possa ocorrer retiradas ou depósitos. Por exemplo, quando você maltrata alguém, você está fazendo uma retirada na conta corrente que você possui no banco da pessoa que você maltrata.

Essas retiradas são traduzidas em silêncios e afastamentos que os relacionamentos provocam, independente da causa, a retirada é um fato e afeta seu relacionamento você querendo ou não. Portanto dar o que o outro merece você poderá fazer retiradas e isso vai lhe prejudicar.

É necessário dar ao ser humano o que ele precisa. Cada pessoa tem suas necessidades básicas emocionais que precisam ser identificadas e então se esforçar para preenchê-las e nisso inclui o que ela precisa sempre. Algumas pessoas é afeto, outras, atenção, diálogo, respeito, confiança.

Procure dar a cada pessoa o que ela precisa e certamente você receberá muito mais. Relacionamentos bons, perfeitos e agradáveis a Deus são formados de amor, paz e respeito e isso só é possível se você focar no que ela precisa e não no que ela merece.

quinta-feira, 26 de julho de 2007

Forças

Você sabe fazer bom uso das coisas que tem?

Todo ser humano nasce com dons e habilidades dadas dos Céus. Você e eu temos muitas bênçãos concedidas por Deus. Então, você pode se perguntar: por que minha vida anda como se eu colecionasse somente fracassos?

A análise para responder a essa pergunta encontra-se na forma como você vem administrando as forças que Deus lhe dá a cada dia. Será que você é suficientemente hábil para administrar as bênçãos recebidas? O grande problema reside quando pensamos sermos donos de nós mesmos e esquecemos que na verdade, somos falhos, porém filhos de um Pai perfeito.

Há pessoas que utilizam as forças que tem: dinheiro, habilidade de persuasão, poder na família e no trabalho, entre diversas outras, para alcançar um objetivo em benefício próprio. Se determinada ação fará bem a você, então você faz, mas se esquece do mais importante. Você está o tempo todo lidando com pessoas e conduzir relacionamentos é como carregar uma caixa cheia de copos de cristais.

Outro ponto que merece destaque para a reflexão de hoje é que o homem, como raça, está sempre buscando aquilo que agrada aos seus olhos e não ao seu coração. Mantém uma filosofia de vida superficial calcada nas aparências que chamam e preocupam a sua atenção. E faz uso de toda sua força para conseguir o que seus olhos desejam ardentemente, embora esqueça que os olhos quase sempre enganam a alma.

Considerando as duas características: falta de habilidade para administrar suas forças e desejar aquilo que agrada aos seus olhos através da força que aplica, é possível entender porque o ser humano coleciona mais perdas do que ganhos. E aqueles que insistem em andar nesses caminhos levarão a um resultado: acabarão sem nada e ninguém, e a vida talvez seja a maior professora para lhe ensinar essas coisas através da dor e profundo desânimo para vencer.

Mas temos uma grande esperança: o Filho de Deus, conhecido há mais de seis mil anos através da Palavra, é vencedor, venceu com Sua morte para salvar a você, está neste momento pedindo ao Pai Celestial por você. Se entregue a Ele, colocando suas forças em Suas mãos, conceda à Jesus, a chave para entrar em seu coração e transformar sua coleção de fracassos em vitórias, porque quem escolher andar com Ele só alcançará vitória e vitória eterna.

sexta-feira, 20 de julho de 2007

Auto-análise

Sabia que somos compostos de planos físico, mental, emocional e espiritual? Tudo o que você vê ou os outros vêem em você se refere ao seu plano físico, ou seja, seu mundo visível: dinheiro, saúde, trabalho; criado a partir do seu mundo invisível: pensamentos, emoções e espírito.

Na natureza, as raízes, invisível para nós, dependendo da força, da qualidade da terra, da sustentação, irão dar bons frutos ou não em suas árvores. Quando pensamos na criação do universo, temos: "... em seis dias fez Deus os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; (Êxodo 20:11). Portanto, um ser invisível criou o todo visível.

Em sua vida o processo ocorre da mesma maneira: há todo um conjunto invisível em você que trabalha para apresentar o que você é hoje. Como funciona? Os seus pensamentos geram as emoções que você está vivendo como alegria, dor, raiva. As emoções são responsáveis diretas pelas ações que você toma em cada situação. E das ações obtêm-se os resultados.

Percebeu que tudo se origina no nível invisível? Seus pensamentos, e que este nível levará você aos resultados, seu nível visível. Se você deseja mudar os resultados em sua vida, você precisa mexer no seu nível invisível, seu mundo interior, pois dele tudo se forma. Cuidar da sua vida espiritual é importante, e vigiar seus pensamentos.

No entanto, como os pensamentos se originam? Por incrível que possa parecer eles nascem do universo de informações sendo inserido em sua mente desde o momento que você tem contato com o mundo através da família, amigos, trabalho e qualquer outro ponto de interação.

Essas informações determinam uma programação ou condicionamento, que irá influenciar fortemente na formação de seus pensamentos e consequentemente os resultados de sua vida. Lembre-se que somos condicionados através de expressões verbais, exemplos de nossos familiares e também através de nossos relacionamentos.

Se você encontra-se em difíceis situações financeiras, profissionais ou até mesmo emocionais, você precisa buscar uma ajuda profissional para orientar você a conhecer sua programação ou quem sabe se auto-analisar se conscientizando da existência da programação para só então buscar meios de mudá-la, porque no fundo ela é grande responsável pelo que você é em todas as esferas da sua vida.

Procure desde já observar seus pensamentos e alimentar aqueles que tornam você mais forte, e os pensamentos negativos despreze-os de sua mente, assim você começa a mexer nos seus resultados, mas nem sempre é fácil de ser feito.

Então, peça ajuda dos Céus, pois a Palavra afirma: "Haveria coisa alguma difícil ao Senhor?(Gênesis 18:14) . Que desafio forte para nossos corações. Tenha certeza que existe um Deus de amor ao seu lado neste momento esperando você ir até Ele como um filho pede socorro a um pai, e disposto a fazer tudo para que você tenha uma vida plena e com resultados de felicidade.

Nos tempos de ouro

quinta-feira, 12 de julho de 2007

Você tem sido uma pessoa privilegiada? O que você costuma fazer quando as coisas vão bem à sua vida?

Tudo que você tem lhe foi dado por Deus e isso é incontestável, concorda? Pense nas batidas de seu coração e esse argumento é suficiente para você se dar conta de quem dá e controla tais batidas não é você e nunca foi. Se você tem uma vida só de alegrias, estando bem financeiramente, nos relacionamentos, na saúde física e mental, você deve se considerar uma pessoa ricamente abençoada.

O perigo começa quando a pessoa abençoada esquece-se de quem concede tais bênçãos a ela, desencadeando um processo. Ela passa a confiar em suas próprias forças e a considerar o que tem como solução, em vez de lembrar-se que são somente instrumentos de solução nas mãos dela. A maior conseqüência disso é que ela pensa ser independente em todo seu trato.

É importante salientar que Deus deu a cada um a oportunidade de fazer suas escolhas. Lúcifer foi ricamente abençoado pela sua inteligência e poder, e então chegou a dizer em seu coração: "Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus e exaltarei o meu trono" (Isaías 14:13). A frase nos faz entender que Lúcifer se achou tão capaz que podia viver independente do seu Deus e escolheu um caminho de se afastar para sempre dAquele que é toda fonte de poder e felicidade para nossas vidas.

Por incrível que possa parecer, corremos o mesmo risco de querer ser Deus e abandoná-lo quando tudo vai bem. Deus nunca abandona a Seus filhos, nós é quem podemos abandoná-lo por acreditar em nossa auto-suficiência. No entanto, saiba de que somos pó, conforme a Palavra diz: "E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente" (Gênesis 2:7). Qual a implicação direta dessa afirmação?

Torna-se impossível para o ser humano construir uma vida sólida sem a presença de Deus, porque o sólido está em Deus. E a vida irá mostrar a cada um, muito provavelmente através da dor, das lágrimas e do sofrimento que uma vida sem Deus é uma vida vazia, falta algo para dar sentido ao que vivemos, simplesmente porque somos filhos de Deus. Sugiro alguns conselhos para você que está vivendo tempos de ouro:

1)Se você está distante de Deus, se aproxime dEle através do estudo de Sua Palavra, conhecendo mais Aquele que fez os céus, terra, mar e as fontes das águas e você irá num primeiro momento se apaixonar e num seguinte momento amá-lo, não tem como ser diferente para quem conhece o Senhor do Universo;

2)Procure contar todas as suas alegrias a Deus para que você receba bençãos maiores. Deus abençoa a todos, mas aqueles que oram, recebem uma benção especial;

3)Nos tempos de felicidade estabeleça bases, fortalecendo seu relacionamento com Deus, e assim quando vier tempestades, porque Seu Filho disse: "... no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo"(João 16:33), você estará mais forte para enfrentá-las porque estará confiando plenamente em Deus.

Não deixe para amanhã escolher buscar Deus, incline-se a Ele hoje e certamente continuará recebendo mais bençãos de quem ama você com um coração imenso e fará todo o impossível para ver você feliz em todas as esferas de sua vida. Experimente viver e compartilhar com Deus seus tempos de ouro e os resultados certamente virão.

A bela e a fera

quinta-feira, 5 de julho de 2007

Em um relacionamento do tipo familiar, de amigos, trabalho ou amoroso, existem sempre em maior ou menor grau dois personagens com características marcantes, a bela e a fera.

Há pessoas que crescem com muitos privilégios, no entanto, a forma como elas devolvem aos que se relacionam com elas, deixam a desejar em vários aspectos. Tornam-se seres arrogantes, prepotentes, maus em todo trato, temos então a fera de um provável relacionamento.

Por outro lado, existe um grupo formado de pessoas imensamente abençoadas, inteligentes, equilibradas e sensatas, guiadas pela sabedoria que vem do Alto. Elas são motivadas pela alegria em seu coração e paz que inundam suas almas, são as belas.

Quando observamos qualquer relacionamento é possível identificar tais personalidades às vezes gritantes, em outros momentos, talvez mais sutil, todavia presente. Infelizmente relacionamentos desgastados ou que sobrevivem em meio a tropeços constantes e dificuldades aparentemente insolúveis, é conduzido por união de uma bela a uma fera.

O grande problema dessa união passa a residir na falta de avaliação das conseqüências que a fera faz em suas escolhas, alimentado por seu próprio ego e desejos, e que acabam por atingir diretamente ou não a bela, trazendo a essa, mágoas, dores profundas e feridas difíceis de cicatrizar.

Os resultados da atitude de uma fera são os mais imprevisíveis, mas todos acompanhados de um círculo vicioso da presença da inimizade e da agressão física ou verbal, mesmo que às vezes ela não se dê conta disso. E como a bela deve reagir aos impulsos e inconstâncias de alguém que só age assim a maior parte do tempo?

As armas que a bela tem de utilizar para enfrentar a fera visando romper tal ciclo criado são:

1)Respeito, ao qual precisa ser conquistado continuamente e trazido para dentro do relacionamento. Ninguém consegue sobreviver sem o respeito do outro, afeta a auto-estima e amor próprio;

2)Agir com humildade em contrapartida à disputa de poder presente em muitos relacionamentos e prejudicial a todos os envolvidos;

3)Diálogo, canal para expor idéias, sentimentos, dar e receber feedback avaliando pontos a serem mantidos e outros que precisam de melhorias. É o principal indicador de desempenhos de todo relacionamento;

4)Se ajustar às necessidades da fera. Recebeu um bolo grande de neve e com força? Prepare um bolo de neve menor e devolva com amor.

Concluímos que o desafio é pagar o mal, ocasionado pela fera, com o bem, proporcionado pelas atitudes corretas e sensatas da bela. E lembrar-se: todos têm uma bela e fera dentro de si. Devemos cuidar e manter-se vigilante em tudo quanto fazemos e pensamos para que as pessoas tirem sempre o melhor de nós e nunca tirem o nosso pior. Sendo assim, você decide como se deve comportar e não permita que decidam nunca por você.

Temas de Junho

quarta-feira, 27 de junho de 2007


Fé real

Sabemos que a fé é a certeza das coisas que irão acontecer. A dúvida implica em sua ausência ou falta de. No entanto, como se aumenta a fé? É isso que desejo refletir com você, um ponto de vista, mas lembre-se, ele não é único.

Quando falamos de religião muitos associam a idéia a centenas se não milhares de denominações, mas religião em sua essência é se religar a Deus, nada, além disso. Você se recorda que o ser humano vivia em íntimo relacionamento com o Criador, mas com sua desobediência, essa conexão foi cortada e desde então vivemos confusos com a realidade. Se religar é voltar a partilhar sua vida com Aquele que faz seu coração pulsar a cada segundo.

Uma pergunta sempre sonda minha mente, talvez aconteça com você também: Como acreditar e confiar em alguém que nunca você viu, ouviu ou tocou? É para pensarmos, mas considere que no princípio, o homem olhava para Seu rosto e ouvia diretamente Sua voz e mesmo assim não confiou nEle.

A Bíblia, esse livro antigo, que com frequência é questionado se é verdadeiro, revela quem é o seu Deus, que propósitos Ele tem para você, o que é preciso para se viver bem e feliz nessa vida mesmo em meio às adversidades, folhas secas ou pedras que surgem bem diante dos seus olhos. Ler seu conteúdo faz um bem memorável à alma, mente e coração, mas não é suficiente para se viver uma fé real com Deus.

O mundo é repleto de pessoas que conhecem bem a teoria da existência e da presença de Deus em todas as coisas. No entanto, se não nos colocarmos nas mãos desse Pai amoroso e carinhoso, por mais que a gente ouça, leia sobre Ele, nossa fé não irá longe. É preciso seguir alguns passos no fortalecimento dessa fé:

1 - Divida cada problema seu com Deus, contando detalhes a Ele. Não tente resolver por si só, você é incapaz. Todo ser humano deve ser dependente de Deus se quiser obter sucesso em sua vida em todas as áreas, do contrário pode até prosperar, mas não será perene;

2 - Confie que Ele pode lhe ajudar, não no tempo que você deseja, mas no tempo determinado por Ele e acredite esse tempo é melhor, por isso peça sempre que ajude você a aceitar o que está lhe acontecendo;

3 - Ore muito. Embora Deus saiba com detalhes do que você precisa ou situações difíceis que está atravessando ou ainda dúvidas que atormentam sua mente, aqueles que oram recebem uma benção maior dos que não escolhem compartilhar com Deus. Ele ama a todos, mas quem decide ir até Ele recebe bênçãos maiores e especiais.

A fórmula para uma fé real é simples, por ser tão simples, muitas vezes a complicamos. Procure dividir seus problemas com Deus, pedindo a Ele que lhe ajude nesses problemas e por último aprenda a confiar plenamente e como conseqüência, as coisas irão começar a acontecer em sua vida. Experimente e vivencie uma fé real com quem fez os céus, terra, mar e tudo que existe, incluindo você, ser especial e muito amado por Deus.

quinta-feira, 21 de junho de 2007


Ondas

A vida existe para ser compartilhada. Foi sugerido na Criação que uma pessoa não permanecesse sozinha, mas tivesse uma companhia. E desde então, há o desafio para que duas almas possam viver bem e felizes.

Dentro de um relacionamento são vivenciados conflitos, idéias que divergem, hábitos que muitas vezes você em seu interior abomina no outro. E lembre-se, são duas variáveis que andam e respiram, e, portanto, suas vidas são influenciadas a cada minuto, senão segundos, por amigos, família, escola, igreja, trabalho, mídia e ainda outras fontes mais.

Por conseqüência, muita coisa ocorre na mente e no coração das pessoas que somente Deus tem conhecimento do que se passa ali. No entanto, percebemos que existem ondas que nos acompanham quando nos relacionamos. Cada pessoa apresenta uma onda e interage com outras. As ondas nos ajudam a entender cada momento difícil e também prazeroso.

Quando duas pessoas se conhecem e encontram afinidades, suas ondas vão ao encontro da outra. À medida que descobrem mais do outro e são boas descobertas para o que desejam naquele momento, essas ondas se aproximam até atingirem um ponto de encontro, onde se juntam, mas a permanência não é perene.

Em um dado momento, uma ou ambas irá romper essa junção e se afastará, porque a vida está continuamente agindo sobre nós. A onda que ficou para trás pode decidir ir em direção à que se afastou. Qual seria a razão dessa escolha? Porque a pessoa pensa nas coisas boas que vivem quando suas ondas se encontram. Então, um processo se inicia que pode levá-las uma em direção da outra até o momento da união e depois voltam a se afastar.

A vida nesse mundo é composta por ondas que vem e vão. Nesse contexto é preciso exercitar o amor princípio, amor esse que pensa. O amor princípio fará você contabilizar se continua valendo a pena ir em direção da outra onda sempre que ela se afastar, porque ela irá se afastar mais cedo ou mais tarde. As pessoas que não aplicam o amor princípio em seus relacionamentos têm chances de ficarem juntas, mas por uma obrigação ou pressão externa, não por amor. E, portanto, embora juntas, estarão distantes uma da outra.

Deus é um Pai de amor, não amor sentimental, como a maioria conhece, mas um amor que pensa. Ele sempre considera o que é bom para você, conhece sua vida e seus planos, sabe das dúvidas que permeiam seu coração, seus medos e das muitas vezes em que vê, com dor, você se afastando ou distante dEle, mas mesmo assim não desiste, porque Deus através desse amor, sabe que vale a pena lutar para que você viva dentro do Seu coração.

Faça de seus relacionamentos o mesmo, considere o amor princípio, não escolha pela emoção e pense o quanto é agradável ou não continuar investindo no tempo que você permanece com a pessoa que ocupa sua vida porque é a chave para relacionamentos duradouros e significativos.

sexta-feira, 15 de junho de 2007


Tempestades

Nossas vidas se defrontam com tempestades e não há como escaparmos delas. Existem situações onde as coisas só parecem dar errado. Todavia, você já ouviu o princípio 90/10? Segundo esse princípio, 10% do que lhe acontece, você não tem controle, mas os outros 90% estão em suas mãos. A implicação imediata é que você escolhe como deseja ser o seu dia, e, portanto as suas reações a cada ação circunstancial.

Outra tempestade comum são as relacionais. Ela nos traz sofrimento, angústia e preocupações. O ser humano deseja ser feliz e ficar bem com as pessoas aos quais se relaciona. No entanto, de tempos em tempos vivemos situações relacionais e então ficamos sem saber o que fazer e terminamos agindo no impulso, postura que você deve evitar.

E uma tempestade presente ao longo da vida são as emocionais. Aquela que caminha com você desde a infância até o dia em que seu ciclo chegará ao fim. Ela é formada por sentimentos profundos de inquietações, incertezas, dúvidas, ansiedades, medos do desconhecido.

Toda tempestade, seja ela da natureza que for é sempre importante alimentar em sua mente que elas são inevitáveis, não tem como você evitá-las e são imprevisíveis também, você não sabe quando lhe acontecerá uma.

Nesses momentos você pode reagir de duas maneiras: com medo ou confiança em Deus. Apesar de você não conhecer quando uma tempestade irá embora, escolher manter a confiança trará conforto e paz à alma. Dúvidas e questionamentos derrubam qualquer fé, pois segundo as sagradas letras: "A fé é a certeza das coisas que se esperam".

A fé tem muito a ver como enxergamos nosso Deus. Você, quando criança, possuía uma confiança singela em seus pais. Então procure fazer o mesmo com relação ao Pai que habita nos Céus e se importa com você, simplesmente porque lhe ama, e qualquer situação por mais difícil que seja, aconselho:

1 - Aproxime-se de Deus, através da contemplação da natureza, do pôr do sol, do silêncio e de uma conversa com Ele;
2 - Se entregue a Deus, como um filho se entrega ao pai quando está no alto de uma estante e se joga com a certeza que o pai irá lhe segurar com firmeza;
3 - Aprenda a confiar no controle de Deus para todas as coisas que lhe aconteçam e assim aquiete seu coração.

Um problema que se sucede a você torna-se de fato um problema pelo sentimento de medo que ele desperta. Mas a solução sempre estará olhando para cima com olhos de fé, pois absolutamente tudo, está no controle de alguém que desde o princípio observa cada filho Seu e deseja imensamente que suas tempestades passem e tenha certeza no seu coração, elas passarão.

sexta-feira, 8 de junho de 2007


Tempo de tudo

Já parou para pensar que sem o tempo sua vida não seria a mesma?

O tempo é uma das variáveis mais desconhecidas e também intrigantes. Temos curiosidade em conhecer o futuro, em saber o que irá nos acontecer e quem afirma o contrário, está no mínimo se enganando, porque existe um desejo ardente dentro de nós de saber o amanhã.

Se você refletir um pouco é provável que vá chegar à mesma conclusão: passamos a maior parte de nosso dia oscilando entre o passado e o futuro, e deixando de viver o momento presente, que, aliás, é o único tempo real à nossa disposição. Agora quais são as conseqüências de nossa postura osciladora? Perdemos o tempo ou o time das coisas que estão acontecendo ao nosso redor.

Devemos analisar o ponto acima quando pensamos em tempo, no entanto, existe outro. O tempo é o maior responsável por mexerem em nosso queijo. Aquele jeito e hábito desenvolvido que estamos acostumados de lidar seja no trabalho, na vida familiar ou afetiva. As coisas passam e sempre passarão enquanto estivermos neste mundo, composto de tristeza, angústia, inseguranças, mas feito também de esperança, paz e amor.

Muitas vezes um problema que parece não existir solução só pode ser resolvido com o tempo. Por mais que tentamos dar um jeitinho, ele acaba piorando aquilo que vivemos. Isso já não aconteceu com você? Posso afirmar com propriedade que o tempo cicatriza feridas, dá respostas que no imediatismo não obtemos.

Um conselho que aprendi nesta vida: procure não perguntar por que as coisas estão acontecendo com você da forma que estão acontecendo, mas tente olhar para Deus e pedir como um filho que pede algo que só o Pai pode dar. Peça que ajude você a aceitar o tempo que está vivendo. Aceitar o que nos acontece nos traz conforto e paz ao espírito, mesmo que sejam momentos difíceis.

Salomão, a pessoa mais sábia que já existiu nos deixou uma mensagem valiosa, ela diz: "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; Tempo de chorar, e tempo de rir; Tempo de abraçar, e tempo para não abraçar; Tempo para ficar triste, e tempo para pular de alegria; Tempo de odiar, e tempo de amar".

A passagem na Bíblia relata todos os tempos, mas eu quero me ater no seguinte: tudo tem o seu tempo, isso é uma garantia de que Deus está no controle de todas as coisas, a gente querendo ou não. E quem aprende a confiar nesse Deus, sabe que no tempo certo as coisas irão se ajeitar, sem pressa, sem querer se antecipar àquilo que não se pode e nem se deve antecipar.

Viva hoje o tempo que você tem para viver e que está à sua frente, deixe o amanhã trazer as suas próprias preocupações e direcione seus olhos para cima, com a certeza de que para Deus não existe tempo que Ele não pode dar.

Temas de Maio

quarta-feira, 30 de maio de 2007


Mais que dez por cento

O que você tem não pertence a você. Sua vida, corpo, mente, amigos, família, trabalho, bens, tudo lhe foi dado e emprestado com o propósito de se fazer boa administração e um dia você haverá de prestar contas da maneira que os utilizou.

Deus é o real dono de nossos pertences. Você tem dúvidas? Então pare e reflita. Sua vida pode a qualquer momento ser tirada das suas mãos. Não temos garantia de que chegaremos até o fim do dia vivos. O mesmo se aplica ao trabalho, por mais que você acredite que ele é estável e seguro, ninguém consegue imaginar que sua empresa pode estar na iminência de entrar num processo de falência, fusão ou aquisição trazendo como conseqüência corte de milhares de postos, isso acontece todos os dias em algum ponto do mundo e você pode ainda estender a muitos outras situações vivenciais.

Onde quero chegar? Tudo, se é tudo é cem por cento, que você tem lhe foi concedido por Deus e Ele lhe dá ou tira conforme a Sua vontade e plano de vida para você, assim como fez com Jó. Tenha em mente que a condição suficiente do seu coração estar batendo é uma decisão única e exclusiva do Pai Celestial, não depende de mim, de você nem de qualquer outra pessoa.

Uma vez reconhecido que Deus é dono do que recebemos dia a dia em nossas vidas, é um dever nosso devolver uma parte a Ele como símbolo de que O reconhecemos como Senhor de todas as coisas. A Palavra afirma: "Todos os dízimos da terra, quer dos cereais, quer do fruto das árvores, pertencem ao senhor; santos são ao Senhor".

Imagine que você tem um automóvel e que decida emprestar a um amigo, no entanto, você impõe uma condição: "lhe empresto o carro, mas sempre no primeiro dia da semana, enquanto você estiver usufruindo de meu carro, peço que você o traga pra mim. Por que você faria isso? Para lembrar seu amigo que o carro não é dele, é seu. O mesmo se aplica aqui.

Deus estabeleceu através de sua Carta de Amor que todo mês você e eu devemos devolver a Ele um décimo do que ganhamos como lembrança de que Ele é dono de tudo que temos. Do contrário, você corre o risco de esquecer de quem é o verdadeiro dono e então não mais devolver o carro para seu amigo a quem lhe emprestou com toda a confiança.

Como se devolve a décima parte do que você recebe? Entregando aos cuidados da sua igreja para pagar o salário daqueles que se comprometem integralmente comunicar a mensagem de Deus. Abra mão com todo o coração dos dez por cento, ele não é seu. Deus estabeleceu regras que devem ser seguidas guiadas por um coração genuíno e bondoso, e não apenas por obrigação com receio do medo do castigo ou qualquer outro motivo que não seja o amor.

Ele diz: "Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, porque Ele é o que te dá forças para adquirires riquezas". Doar dez por cento do que você ganha é firmar um relacionamento com o Pai. É reconhecer que Deus ocupa o primeiro lugar em sua vida e a maior conseqüência desse ato são as janelas dos Céus se abrirem bem diante de você e imensas bênçãos serão derramadas sobre a sua vida, porque Deus assim prometeu.

quinta-feira, 24 de maio de 2007


Experiência de vida

Começo o tema desta semana lhe perguntando: você saberia descrever o que é comer uma banana? Certamente diria que sim, visto que você já comeu uma, duas e até mais bananas. Conhece o sabor, as sensações de prazer dessa fruta deliciosa, no entanto, para alguém que nunca experimentou comer uma banana, você acredita que tal pessoa consegue captar as mesmas sensações que você?

Sabemos que por mais que alguém leia ou ouça as descrições sobre o que é comer uma banana, enquanto ela não comer, nunca sentirá o que você está dizendo, porque ela ainda não experimentou essa sensação. Em nossas vidas convivemos com a teoria e/ou a prática. Aquele que tem somente a teoria apresenta sérias dificuldades de fazer acontecer, já quem tem apenas a prática, até consegue produzir, mas vai faltar conhecimento para se desenvolver, porque a teoria sempre ajuda, mas não salva ninguém.

Nos relacionamentos é a mesma coisa. Quantas vezes você ouviu de pessoas com quem viveu intimidades, lhe dizer isso ou aquilo, e você achar que está sentindo, mas lá no fundo não estava, porque ainda não comeu dessa banana? Um exemplo para elucidar o ponto de vista: Quem sofre pressão e controle pela outra parte, por mais que lhe afirme que você está pressionando, que isto está tirando a sua liberdade, enquanto você não sentir na pele, não dará ouvidos, por mais que escute e ainda com atenção.

A maior implicação disso está no diálogo. Para ele acontecer pede que duas pessoas estejam próximas em pensamentos e sentimentos, havendo empatia uma pela outra, e para a empatia existir é necessário que elas vivam experiências próximas, do contrário, dificilmente existirá comunicação ali. E lembre-se que sem comunicação não existe relacionamento. É um dos ingredientes para se viver relacionamentos mais significativos e consequentemente construtivos.

Na vida espiritual também acontece algo similar. Por mais que alguém lhe fale do amor de Deus, lhe conte maravilhas que esse Pai amoroso pode realizar, enquanto você não decidir conviver com Ele através da Bíblia e de muita oração, você continuará acreditando num Deus da teoria e não da prática, de que sempre faz acontecer e em todas as áreas que deixarmos. Comer dessa banana é a garantia de uma vida mais feliz mesmo em meio às tempestades que lhe sobrevém incondicionalmente, sem data marcada para chegar.

Então hoje, experimente deixar Deus interferir em sua vida, se até então não O permitiu, e as coisas irão começar a acontecer pra você. Ele continuará a bater na sua porta muitas e muitas vezes, não desperdice a oportunidade de recebê-Lo e viver uma experiência real com Aquele que ama você em plenitude que ninguém consegue alcançar.

quarta-feira, 16 de maio de 2007


Conversar com Deus faz bem

Você já experimentou conversar com alguém que lhe entende perfeitamente? Conversar com Deus é mais do que orar, é abrir seu coração a um Pai que permanece continuamente com os olhos fixos em você e que faz bem à sua alma.

Quantas vezes você procurou ser compreendido por seus pais, irmãos, amigos, colegas e pessoas próximas não obtendo sucesso? O ser humano é uma variável altamente complexa e por esta razão é impossível outra pessoa nos entender em todas as esferas da vida. Você tem empatia por algumas pessoas que provoca uma aproximação entre você e elas, no entanto, elas não podem alimentar todas suas necessidades, ouvir com clareza todos seus problemas, entender todas suas inquietações.

Então, quem você deve recorrer nos momentos mais difíceis? Quem pode lhe colocar no colo quando o chão parece desaparecer bem diante dos seus olhos?

Se não existisse um livro cujas palavras são vivas, não teríamos a resposta, mas você deve aquietar o coração e ter a certeza que existe sim alguém que está sempre pronto a atendê-lo quando tudo parece escuro e não mais existir esperança. Falo de Deus, o Criador de todas as coisas, que ama você, que fez o impossível para que fique próximo dEle e viva além do rio, em mansões celestiais.

É procurando esse Deus que você vai encontrar a paz, a alegria, mesmo nas adversidades. Conversar com Deus é viver uma experiência real de amor. Como se conversa com Deus? Há muitas maneiras, vou passar a você uma delas, procure ajustar e encontrar também a sua maneira e você vai se surpreender com os efeitos à sua saúde física, mental, emocional e espiritual.

Qualquer problema que você tenha, não demore muito, vá ao interior do seu quarto ou de um lugar só seu, e conte a Deus o que está passando como se estivesse falando com seu amigo mais íntimo, com um detalhe, esse Deus lhe entende. Depois de contar o problema, comece a pedir a Ele para lhe ajudar, lhe pedindo antes de qualquer coisa: "Deus, ajude-me a aceitar o que está acontecendo comigo". Não há condições de se solucionar um problema sem antes aceitá-lo inteiramente em sua mente e coração.

Ainda lembre-se que para Deus nada, absolutamente nada é impossível. Se você tem um problema, ele será solucionado, às vezes naquele momento pode parecer que não é a melhor solução, mas um pouco lá na frente Ele vai lhe mostrar e aí o ditado popular: "Deus escreve certos por linhas tortas", é sentido na pele quando se aprende a confiar nEle. Importante que para confiar em Deus, você precisa conhecê-lo e para conhecê-lo você precisa conviver com Ele, como?

Através do estudo da Bíblia, maior livro de relacionamento existente. Também por meio da leitura de outros escritos que falem mais do Seu caráter e amor. E principalmente conversando com Deus através da oração. É com essa conversa, que você irá confirmar que seu Pai cuida de tua vida com muito carinho.

Só que muitas vezes acabamos nos preocupando com o pedido de nossas orações. Será que este pedido está certo? Ou será que não estou sendo egoísta ou pedindo algo que vai fazer mal? O próprio Deus sabendo dessa nossa dúvida que nos rodeia continuamente, disse: "O Espírito os ajuda em suas fraquezas, pois vocês não sabem como orar, mas o próprio Espírito intercede por vocês". Que conforto ao seu coração saber que não importa o que você pede, o Espírito transforma sua oração para que ela chegue perfeita ao altar do Senhor Deus.

Viva hoje com a certeza, não duvide, de que Deus pode e deseja lhe ajudar em todos seus problemas, basta você ir a Ele de coração aberto, colocando a sua vida em Suas mãos, e então o mais Ele fará para que as janelas do Céu sejam abertas e majestosas bênçãos sejam derramadas para Quem prometeu e sempre cumpre que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus.

quarta-feira, 9 de maio de 2007


Ponto de vista

Você não sabe dizer não? Tudo que lhe dizem você não dá ouvidos?

O tema de hoje desenvolvo com base na frase de Leonardo Boff: "Todo ponto de vista é a vista de um ponto". Uma frase que recebi de uma amiga e senti vontade de compartilhar com você e extrair dessa afirmação insights para melhorar nossos relacionamentos.

Quando olhamos um objeto qualquer e fazemos uma descrição dele, será que essa descrição é de toda verdade? Você talvez diria convicto de si: "Sim, é verdade, eu estou vendo". Essa verdade é única? E quando pedimos para outra pessoa fazer uma descrição do mesmo objeto mas olhando de outro ângulo, será uma verdade igual à sua? Não, porque o campo de visualização será diferente.

Então lhe pergunto mais: Quem tem a verdade, você ou o outro? Os dois observadores. Cada um tem a sua verdade apenas vista de outro ângulo mas de um mesmo objeto. Na vida não é diferente. Os conflitos, as situações difíceis que você enfrenta, as próprias pessoas que participam de sua vida, você também tem várias percepções, pontos de vista diversos sobre elas.

Acontece que aí começam os problemas. Algumas pessoas nem chegam a desenvolver pontos de vista sobre coisa alguma. São aquelas que quase sempre concordam com todos. Não sabem qual seu prato preferido, seu gosto de filme, esporte que lhe dá mais prazer ou tipo de pessoa que desejam. Estão sempre caindo, tropeçando, se batendo interiormente e muitas vezes não sabendo para onde estão indo.

Nosso Pai querido diz: "Conheço as suas obras, sei que você não é frio nem quente. Melhor seria que você fosse frio ou quente. Assim, porque você é morno, não é frio nem quente, estou a ponto de vomitá-lo da minha boca." Note o quão forte é a mensagem divina e ela nos aconselha basicamente que você deve sempre ter seu ponto de vista sobre tudo e não permanecer em cima do muro da vida.

Já há pessoas que tem ponto de vista, mas a partir do momento que absorvem ou captam ensinos ou ainda vivenciam experiências, fazem daquilo verdades únicas, e qualquer outro ponto de vista sobre o mesmo assunto, problema ou situação, será desconsiderado por elas. Seja sincero consigo mesmo, quantas vezes você dentro do seu relacionamento não podou a pessoa amada porque acreditou você ser o dono da verdade e ela completamente equivocada?

O conselho que dou para viver relacionamentos mais significativos e também produtivos é:

1 - Tenha sempre seu ponto de vista sobre qualquer coisa;
2 - Considere que seu ponto de vista não é único, existem outras visões;
3 - Aprenda a aceitar o outro ponto de vista com sinceridade deixando a pessoa expressar livremente o que pensa e sente;
4 - Suporte o ponto de vista do outro com toda sua mente, alma e coração.

Ao você suportar você amplia sua visão sobre o tema. Quando você escolhe ouvir a descrição do outro lado do objeto, você consegue aumentar o seu campo de percepção do mesmo, a sua verdade conseqüentemente aumenta de tamanho. A maior implicação disso tudo para você é: Cuidado com o que você afirma ou julga, porque você nunca terá a visão de todo objeto, situação ou comportamentos e atitudes de uma pessoa.

As Escrituras Sagradas ainda afirmam: "Não julgue, para que não seje julgado". Não temos conhecimento pleno do que acontece e que nos afete. Você pode e deve ter a sua verdade, mas ela não é suficiente para se fazer quaisquer julgamentos, você precisa da verdade completa. Todavia, somente Deus possui o conhecimento de toda verdade. Assim decida hoje andar nos caminhos de Deus, e certamente Ele ampliará o campo de visão que você precisa obter dos problemas e adversidades que a vida lhe dá e continuará lhe dando porque cada ponto de vista sempre será a vista de um ponto.

quarta-feira, 2 de maio de 2007


Além do rio

Você vive preocupado com as dores e mágoas que tem? O seu coração está apertado com a esperança que se adia?

As pessoas de um modo geral vivem calejadas, cansadas, amedrontadas e desanimadas. Tudo parece estar de ponta cabeça. Não se encontra justiça, os ímpios triunfam sobre os justos. Aqueles que praticam o mal parecem que se sobressaem sobre os bons.

O mundo não tem lhe dado amor e se vive em meio a um profundo pecado alimentado de culpa, preocupações, violências, traições, injustiças e inseguranças. Cada um de nós se briga continuamente por dentro lutando por uma vida melhor que demora a acontecer.

O que você vive é transitório, não vai durar para sempre. Hoje você está alegre por alguma pessoa ou situação, agradeça ao Pai Celestial por isso, amanhã talvez esteja triste, porque perdeu algo ou alguém muito querido de você. O ser humano vive altos e baixos, perdas e ganhos diários, vitórias e derrotas, nisso se resume a sua vida aqui.

Não é de se admirar que a Terra em que habitamos caminha para um fim, um fim que está próximo. No entanto, não existe motivo para se desesperar, porque Jesus prometeu vir novamente a este mundo para buscar especialmente você.

Além do rio se refere a uma terra encantada repleta de felicidade onde a dor e o pranto não mais existem. Um lugar reservado para você, porque Deus te ama. Ele prometeu mansões celestiais a todo aquele que procurar estar próximo de Sua Palavra e a confiar nEle.

Deus, através da Sua carta, nos diz: "Enxugarei do seu rosto todas as lágrimas". Que promessa temos de um Pai feito de amor. Ele afirma mais: "O que ninguém nunca viu ou ouviu, ou o que alguém jamais pensou que pudesse acontecer, isso foi o que Eu preparei para aqueles que me amam".

Como alcançar tal promessa? A resposta é simples: acredite em Jesus, no que Ele já fez por você. Tenha em mente que os olhos de Deus permanecem em ti, portanto busque agora manter um relacionamento íntimo com Ele e certamente você estará além do rio, um lugar muito mais lindo que o Sol no poente, onde a vida não mais terá fim.

Temas de Abril

quarta-feira, 25 de abril de 2007


Medos que atrapalham

Você se relaciona com verdade? Você alimenta medos que prejudicam a você mesmo?

Viver um relacionamento significativo vai depender do quanto você está disposto viver em verdade para o outro e para você mesmo. Relacionamento é feito a dois, e a confiança depositada ali é chave para tudo dar certo.

O que pode atrapalhar a confiança de um relacionamento é a falta da verdade trazendo como conseqüência medos. Desde que a humanidade escolheu não ser obediente a Deus, o medo se inseriu e vive atrapalhando os relacionamentos. Convido você a conhecer um pouco mais três desses medos e assim encontrar meios de combatê-los.

Vc como eu, já erramos. No entanto, vivemos com medo de nossos erros. A reação mais comum é tomarmos a defensiva encontrando desculpas ou acusando o outro lado, mas nunca afirmando, como disse Daniel na Palavra de Deus: "eu deixei que acontecesse, fui responsável por isso". A vida mostra que é dever de cada um reconhecer quando se erra e assumir, é mais fácil, embora nem sempre seja menos doloroso.

Outro medo comum é com relação aos sentimentos. Quando o medo surge do que você está sentindo, o que costuma fazer? Fugir e se distanciar da pessoa ou situação que causa aquele sentimento em você, não é verdade? Aconselho antes se analisar e procurar encontrar no diálogo o meio para acalmar sentimentos que muitas vezes surgem da falta de comunicação.

E talvez o maior medo que dificulta bons relacionamentos é aquele de perder a liberdade. Você querendo acreditar, concordar ou não, um relacionamento na maioria das vezes é baseado em luta por poder, domínio de um sobre o outro e a consequência é que se passa a exigir do outro.

Através da Bíblia, encontramos conselho para viver relacionamentos sob a base da confiança, Ela diz: "Continuamente, fale com verdade, trate com verdade e viva em verdade". Portanto, seja honesto consigo mesmo, seja também honesto com a pessoa amada e principalmente honesto com Seu Pai Celestial.

Conduzir um relacionamento sob a ótica da verdade traz um preço: você irá expor seus pensamentos, sentimentos e também ações. Pode também trazer dor, mas será um relacionamento construído em cima da rocha e nisso precisa existir a presença de Jesus, pois Ele afirma: "ninguém vai ao Pai senão por mim, eu sou o caminho, a verdade e a vida".

Quer viver em verdade? Viva olhando para Jesus, tendo a certeza que Ele está sempre ali com você e diga enquanto durar: "Agradeço Jesus por esta pessoa estar aqui hoje comigo e por estar vivendo em verdade com ela e com Deus".

quarta-feira, 18 de abril de 2007


O poder da fala

Já parou para perceber o que você fala? Você confia em sua fala?

Uma boa parte das dores e mágoas que o ser humano carrega consigo poderia ser evitada se cuidasse da sua fala. A boca é uma poderosa arma para a criação quanto para a destruição, só que ela transcende o físico, alcança almas e deixa feridas difíceis de cicatrizar.

A fala nos foi dada para utilizarmos para nosso benefício e das pessoas com quem convivemos. Útil para ensinar, corrigir, aconselhar, repreender, e dizer às pessoas o quanto você as ama. Não foi projetada para machucar a ninguém.

Devemos cuidar do que falamos, vigiar com intensidade, porque um segredo na busca persistente pela felicidade é cuidar de nós mesmos. Deus através da Sua Palavra nos diz: "Mantenha-se vigilante em tudo quanto faz e pensa, assim você se salvará e salvará também aos outros".

Há meios para se conseguir isso:
1 - Evite desenvolver uma discussão com alguém quando perceber que você está saindo do seu eixo, ou seja, do seu ponto de equilíbrio. Uma pessoa irada faz coisas sem pensar e com conseqüências terríveis para a sua alma;

2 - Passe a perceber o que você fala. A ter noções do que está falando seja para você mesmo ou para pessoas com quem você se relaciona no seu dia a dia, sejam elas participantes ou não de sua vida;

3 - Até aqui você escolheu não aceitar nãos e o surgimento de um o leva a agir na impulsividade. Mas há um intervalo de tempo entre o agir e o crescimento desse impulso. Procure identificá-lo e criar recursos para assumir o controle da situação inerente a você.

Uma vida feliz nos pede pró-atividade e não reatividade. São dois conceitos muito próximos em tempo, mas distantes em resultados. Se antecipe, se cerque de coisas boas, pensamentos são fundamentais. Em geral, uma fala mal colocada vem de pensamentos que estão dentro de você: não pise no terreno do inimigo.

Não pisar no terreno do inimigo significa escolher o que você lê, ouve, assiste, come, bebe, pessoas com quem se relaciona, lugares que freqüenta, enfim, são um conjunto de fatores que somente você pode identificar e perceber. Mas procure excluir de sua vida tudo que contribui para a alimentação de emoções negativas como culpa, medo e ressentimento.

Salomão nos deixou uma frase rica em sabedoria. Leia, repita e guarde dentro de sua mente, vai lhe ajudar muito: "O que guarda a sua boca e a sua língua, guarda das angústias a sua alma". Peça a Deus sabedoria para escolher o que falar sempre que necessário. Abra seu coração a Ele, conte sua dificuldade diante dessa poderosa arma, a fala, e o Pai que habita nos Céus lhe dará com amor o que você pede. Ele mesmo nos diz: "E tudo quanto me pedir, creia que já recebeu e então lhe será dado".

Quem você é? E Quem os outros pensam que é você?

A interpretação de fatos e comportamentos tomados em determinadas circunstâncias pode ser efetuadas de diversas maneiras, isto porque as pessoas em sua grande maioria interpretam as situações utilizando seu conhecimento advindo de situações vividas e do meio em que ela se constituiu.

Este tipo de interpretação é a mais comum, e por esse motivo é muito difícil uma pessoa chegar à conclusão de que ela não está fazendo um julgamento incorreto. Isto porque julgamos e analisamos os fatos dentro do que nos é conhecido, é raro tentarmos entender uma situação ou um comportamento através de um ângulo que desconhecemos, primeiramente porque não é confortável, segundo porque não é o caminho mais fácil e terceiro porque não estamos acostumados a fazer outro tipo de analise senão aquela que nos é conhecida.

São por esses motivos que muitas vezes passamos a impressão de sermos pessoas totalmente diferentes. Existem porquês que justificam nossas atitudes, mas na grande maioria das vezes ninguém busca entender, primeiro porque o ser humano gosta de se sentir com a razão por isso considera sempre que seus julgamentos estão sempre corretos e segundo porque vivemos um universo que vem se tornando muito individualista deste modo a preocupação em entender o próximo se torna quase que inexistente.

Neste mundo moderno, o tempo é um bem que vem se tornando cada vez mais escasso, e por este motivo vivemos sempre no limite e esquecemos-nos de parar para pensar nas coisas que aconteceram ao longo do dia. Este balanço do dia onde paramos para analisar nossas atitudes e de outros é o momento em que podemos retirar preciosas lições. Mas essa é uma atividade que se mostra cada vez mais rara e por esse motivo acaba-se tornando altamente prejudicial a humanidade.

Portanto antes se fazer algum julgamento o melhor é tentar descobrir o real motivo das coisas, e não o motivo que você pensa ser o correto. Para isso é necessário além de pensar estabelecer um dialogo com a pessoa de modo que você consiga obter as respostas certas. Esse exercício irá aprimorar seu auto-conhecimento e melhorará seu relacionamento com as pessoas.

Luciana Stival

quinta-feira, 12 de abril de 2007


Pense, sinta e receba

Você pede, pede, pede e não recebe? Seus relacionamentos parecem destruídos? Só vê paredes onde poderiam existir portas?

A reflexão de hoje tem sua raiz no chamado "O Segredo". Teoria sendo divulgada a todos e através de meu entendimento gostaria de compartilhar com você o que podemos tirar de bom e aplicar em nossos relacionamentos.

Para encontrarmos e vivenciarmos relacionamentos saudáveis, é imprescindível tomarmos cuidado com o que pensamos. Através da Palavra, Deus nos aconselha: "Mantenha-se vigilante em TUDO quanto faz e pensa". O poder de um pensamento seja ele para o bem ou para o mal irá determinar a vida que você tem.

O pensamento é a causa de todas as suas emoções como culpa, medo, tristeza, alegria, paz, amor. Todavia podemos classificar as emoções em: boas e ruins. Cada emoção é resultado do que você pensa, nada, além disso. Boas emoções lhe fazem sentir-se bem, emoções ruins lhe fazem sentir-se mal e isso se reflete no seu corpo e na sua vida.

Considere ainda que existem leis que regem todo o Universo, e entre elas, a lei da atração: tudo que vem até você é atraído por você mesmo, quer você queira ou não. Ela também afirma que você sempre atrai coisas semelhantes.

Quando você sente através do que você pensa, emite vibrações muito fortes, e essas vibrações irão atrair coisas semelhantes. Portanto se você permanecer triste irá atrair mais tristeza, se permanecer alegre, mais pessoas e acontecimentos relacionados à alegria chegarão até você.

Para procurar bons relacionamentos você deve focar no que realmente quer para você: uma pessoa educada, alegre, honesta, carinhosa, amiga. Isso é impossível? Não, a Bíblia revela o grande segredo: "e TUDO quanto pedir, acredite que já recebeu, e então lhe será dado". Como aplicar a frase dita por Jesus acima?

Pense no tipo de relacionamento que deseja, esse é o pedir; Crie a emoção de já ter recebido o que você pediu, esse é o acreditar, e então Deus através do seu imenso amor e carinho que tem por você lhe dará o que pede. Ainda que "O Segredo" esteja sendo descoberto agora por você, a Bíblia já o tem há milhares de anos, porque o Senhor Nosso Deus desejou nos revelar como sermos felizes aqui.

Mas cuidado: o que você pensa tem que estar alinhado com o que você quer. Não adianta você pensar em algo bom e sentindo dúvidas, incertezas, medos, porque você atrairá mais daquilo que sente.

De tudo, se lembre: coloque Deus em primeiro plano em sua vida, pois Cristo nos diz: "Busque em primeiro lugar o Reino de Deus e assim TODAS as demais coisas lhe serão acrescentadas". Deixe ser encontrado por Deus, Ele está batendo à sua porta neste momento, abra seu coração e permita que Jesus através de Sua graça, transforme sua vida, pois o que você pensa e sente, você receberá diretamente para você.

quinta-feira, 5 de abril de 2007


A vida na contramão

Você sempre faz o que deseja? Há barreiras que o impedem de seguir as inclinações de seu coração?

Vivemos uma vida muitas vezes guiada para outros. Não é culpa sua. Desde que nasceu você é bombardeado de frases, chantagens emocionais de pais, professores, propagandas. São inúmeras as fontes que estão continuamente chegando até você, mesmo quando não as pede.

Na infância já somos ensinados a buscar aprovação em tudo que a gente faz. A pedir permissão para fazer isso, não aquilo, a pedir opinião, a aceitar regras, a não pensar, mas deixar que pensem por nós. Quantas vezes você percebe que eles, família, escola, igreja, amigos, mídia, estão gritando no seu inconsciente que você precisa ser aprovado para ser aceito?

A aprovação em si é boa. Ser elogiado pelo trabalho que faz, pela pessoa querida que você é, receber aplausos, ser notado quando entra em um recinto, participar de um grupo, é tudo de bom, mas o que antes deveria ser um desejo se torna uma necessidade e aí que mora o perigo.

A partir do momento que é uma condição irrefutável para você ser aceito, a aprovação em sua vida o coloca nas mãos alheias literalmente. Você pode fazer escolhas condicionadas pelo o que os outros vão pensar o que vão dizer e então eles assumam o comando de você.

A vida foi concebida e dada por Deus para você aprender, ajudar e crescer como pessoa. Ninguém tem o direito de controlar a sua vida, de dizer ainda que indiretamente o que você deve fazer, porque isso é o correto. O que é o correto? Será que é viver uma vida da maneira como os outros dizem que devemos viver? Ou fazer aquilo que está dentro do seu coração, porque você sabe que lá está a fonte da felicidade?

Quando escolhemos uma profissão e na frente percebemos que não é o que desejávamos, por que não mudar? Talvez porque você acha que já é velho demais para tentar algo novo. Isso não seria uma fuga criada por você por ter medo de fracassar em uma nova empreitada?

E quando escolhemos uma religião que foi escolhida por nossa família e percebemos com o passar dos anos que ela nos mantém atrofiado, por que não mudar? Talvez porque sua família e amigos vão ser contra e você não acredita que terá estrutura para lidar com isso.

Acontece que quando fazemos tudo isso como condição para ser aceitos, vivemos uma vida de mentira e Deus desaprova esse tipo de vida. O próprio Jesus, nosso irmão, torna secas as figueiras que aparentemente dão frutos, mas na realidade não os dão.

Por que morrer em vida, se Jesus já fez isso por você e por mim? Ande na contramão, nas suas próprias necessidades, naquilo que você deseja muito e pode sim ter para você. Coloque-se em primeiro lugar, se ame acima de tudo. Deus ama você do jeito que é, com suas imperfeições e qualidades, não precisa buscar aprovação dEle para ser aceito. O Pai Celeste é amor e deseja que você viva dentro do Seu coração e que seja imensamente feliz, ainda neste mundo.

Autoria

Consultor de negócios e apaixonado por aprender sobre relacionamentos e viver e falar de Deus a você.