sexta-feira, 20 de julho de 2007

Temas de Outubro

domingo, 29 de outubro de 2006


...dependência

O tema pede uma reflexão sobre seus tipos bem como as conseqüências que cada um traz para dentro de nossos relacionamentos.

Vc ouve falar em dependência e já deve ter ouvido, nos tempos modernos, a respeito da independência, independência financeira, no trabalho e também no amor. Mas existe uma terceira vertente chamada interdependência.

A dependência é ruim dentro de um relacionamento. Porque a pessoa que é dependente não consegue se expressar e agir, está sempre dependendo de pessoas, estímulo ou momento. O que a motiva continuamente é de fora para dentro. Agindo desta maneira ela coloca muita insegurança dentro do relacionamento, uma vez que duas pessoas se unem para se sentirem seguras, protegidas e amparadas. É preciso reciprocidade, e quando não existe, gera desgaste com perda de interesse.

Já a independência é um estágio avançado. A pessoa independente consegue se expressar e agir sem precisar de um estímulo ou pessoas. É livre para fazer escolhas, é capaz de perceber, lá na frente, que a trajetória de seu caminho pode ser modificada. A pessoa pode parar e se perguntar continuamente: o caminho em que estou tem sido bom pra mim? A pessoa faz a pergunta ao seu coração, obtendo uma resposta capaz de fazê-la alterar o rumo da sua vida, sempre em busca do melhor pra ela. E isso se torna muito bom, mas ela pode ir além.

Com a interdependência, o ser humano busca relacionamentos justos em todos os aspectos: físicos, intelectuais, sentimentais e espirituais. Somente pessoas independentes podem fazer a escolha pela interdependência. Ser interdependente é viver de forma justa, equilibrada em seus relacionamentos. É a pessoa que pensa sempre dentro de um sistema ganha-ganha, que busca equilíbrio entre os ovos de ouro e a galinha responsável por produzir os ovos. É com a interdependência que conseguimos relacionamentos saudáveis e ricos.

Portanto, existem três estágios: da dependência para a independência e da independência para a interdependência. O que faz uma pessoa ir de um estágio ao outro, são as experiências de vida, experiências onde Deus tem uma importância significativa.

No entanto, quando nos relacionamos com Deus, devemos fazer uma escolha decisiva de permanecer dependentes dEle. Isso envolve confiança, fé, graça e rendição. Conceitos que serão abordados mais a frente. Para agora, guarde que somente sendo dependentes de Deus é que seremos interdependentes em nossas vidas. E termino com uma frase vinda das Santas Escrituras e que vou deixar para reflexão: "Permaneçam em mim e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, senão permanecer na videira. Vocês também não podem dar frutos se não permanecerem em mim. Eu sou a videira, vocês são os ramos. Se alguém permancecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma".

sábado, 21 de outubro de 2006


Gestão do Relacionamento

Todos somos gestores, bons ou ruins, de nossos relacionamentos. Hoje se fala em CRM -"Customer Relationship Management", um sistema empresarial que tem como principal objetivo gerenciar o relacionamento da empresa com clientes, procurando conhecê-los profundamente para identificar necessidades e preenchê-las através da venda de produtos e serviços. A cada interação do cliente com a empresa, esse sistema permite conhecê-lo mais e assim subir um degrau no relacionamento.

No entanto, na gestão de nossos relacionamentos, precisamos ir além de um sistema capaz de conhecer mais e mais a pessoa que amamos. O que vou compartilhar com vc neste espaço é uma opinião particular e que acredito para um bom relacionamento dar certo. Para mim, há apenas dois itens que vc sempre deve considerar quando estiver se relacionando com uma pessoa: liberdade e espontaneidade, disso dependem todas as demais coisas. Acredite, sem esses itens, nenhum relacionamento será duradouro e nunca dará bons frutos.

Liberdade e espontaneidade são conceitos divinos e concedidos a nós. O próprio ser humano nasce livre e vem ao mundo de modo espontâneo. Existe uma frase que adoro e é muito rica em sabedoria e felicidade: "se vc ama alguém, deixe-a livre". A cobrança, a pressão que vc pode colocar na pessoa, a fiscalização, que se traduz em não deixá-la livre, tudo contribui para o desgaste e o provável rompimento de um relacionamento. A chave para relacionamentos bons, agradáveis e felizes é a liberdade. Mas tome cuidado, não confunda liberdade com desleixo, displicência e desmazelo. Deixar a pessoa livre é deixá-la fazer suas escolhas, sem "amarrá-la", sem chantageá-la emocionalmente ou qualquer outro método que possa ser utilizado para mantê-la ao seu lado e que em momento algum podemos chamar de liberdade.

Deus é a nossa referência de liberdade. Ele nos deu e a valoriza, tanto que quando escolhemos caminhos que aos olhos dEle não seriam os melhores, por dar imenso valor a nossa liberdade, Ele fica limitado para agir. E então a oração é a solução para criarmos um canal onde Deus possa atuar em nossas vidas.

A liberdade é o item mais importante que devemos buscar, valorizar e manter em nossos relacionamentos. Isso é difícil, principalmente se dentro de seu relacionamento falta confiança na pessoa e em vc mesmo. Então, note: sem confiança, vc não consegue deixar a pessoa livre, e não a deixando livre, mais cedo ou mais tarde seu relacionamento irá se desgastar e poder finalizar num monólogo a dois ou então em um rompimento. E a espontaneidade, onde se encaixa? A espontaneidade é a capacidade da pessoa em agir diante de situações novas, criando uma resposta que vai de encontro com a liberdade que vc deu a ela. Em outras palavras, a espontaneidade pode ser entendida como a liberdade em ação.

Perceba como Deus é maravilhoso. Ele nos criou com a liberdade e a espontaneidade. E através de Seus ensinamentos, nos revela que somente deixando a pessoa livre e agindo de modo espontâneo, teremos relacionamentos saudáveis, não existe outro caminho. Não há nada que pague a espontaneidade e a liberdade com que vc deixa uma pessoa agir. É algo maravilhosamente bom deixar a pessoa livre para escolher: permanecer ou partir, compartilhar ou se isolar, além de tantas outras escolhas que podem e vão acontecer dentro de quaisquer relacionamentos.

Peça a Deus que lhe ajude a praticar a espontaneidade e a liberdade e certamente seus relacionamentos serão bons, agradáveis e imensamente felizes em todas as esferas que ele tange: física, intelectual, espiritual e afetiva.

sábado, 14 de outubro de 2006


Respeito conta muito

Qual é a pessoa que não deseja respeito? Respeito por suas escolhas, por seu modo de pensar, por suas convicções, por seus valores e princípios. Nós precisamos ser respeitados em todas as esferas: física, espiritual, profissional e afetiva.

Os ingredientes básicos para uma boa receita de relacionamento são: diálogo, confiança e respeito. E quando algum deles falta, ou não está na medida certa, toda a receita pode ficar comprometida. Não duvide, respeito faz toda a diferença em nossos relacionamentos.

No entanto, muitas vezes perdemos o respeito ou passamos a ser desrespeitados. Talvez porque fomos magoados ou magoamos, ou quem sabe nos irritamos ou deixamos a pessoa irritada com alguma ação, ou então nos foram ditas ou dissemos palavras que machucaram corações.

Só que não nos damos conta das conseqüências que a falta de respeito pode trazer para dentro de um relacionamento. Ela desgasta, retira a harmonia, o encanto, a alegria de permanecer ao lado daquela pessoa. Tudo que era colorido passa a ficar preto e branco, o dia se torna escuro quando estão juntos. Um círculo vicioso é alimentando dentro daquele relacionamento com a falta de respeito que passa a ser mútua.

Deus se importa profundamente e amorosamente com nossos relacionamentos, e Ele nos ensina através das Escrituras, que quando um círculo vicioso se forma, nós devemos rompê-lo. Não pergunte quem faltou com respeito primeiro, isso não importa, e não espere uma mudança de atitude da outra pessoa, dê vc o primeiro passo. Não chegue a pagar o mal com o mal, mas pague o mal com o bem. Eu sei o quão é difícil, mas busque a Deus, peça a Ele que ajude vc a romper a falta de respeito dentro de seus relacionamentos.
sábado, 7 de outubro de 2006


Hábitos

Quantos hábitos vc tem? Já pensou em classificá-los em bons e ruins? Desde que nascemos, vamos aprendendo e adquirindo hábitos. Temos uma facilidade para incorporar os maus, e também uma grande dificuldade para se livrar deles depois. Posso afirmar, sem muitas dúvidas, somos hábitos o tempo todo, desde o momento que nos levantamos até colocarmos nossa cabeça no travesseiro. Nossos hábitos influenciam todo o processo de relacionamento com nossos colegas de trabalho, nossa família e principalmente a pessoa que amamos.

Um hábito pode desgastar um relacionamento, bem como fortalecê-lo também. Vamos focalizar nossa linha de pensamento nos maus hábitos. Engana-se quem acredita que consegue se desvencilhar de um mau hábito apenas afirmando para si próprio: "eu vou abandonar". Por experiência, isso infelizmente não acontece de uma forma tão automática como podemos pensar. Muitos partem para a terapia, que a meu ver, é um grande conselheiro, mas não lhe dá soluções, nem fórmulas mágicas para melhorar seus relacionamentos, apenas um norte, uma bússola. Um mau hábito adquirido é tão forte que algumas pessoas o definem como uma força gravitacional: quanto mais queremos nos livrar dele, mais ele nos puxa para perto dele mesmo.

Então, vc deve estar pensando: não tem jeito, não há maneiras de se livrar dos maus hábitos? Sim, existe uma maneira, mas nem sempre estamos dispostos a aceitá-la. Deus, unicamente Ele, pode nos fazer abandonar um mau hábito, não existe outro caminho, outra via, qualquer tentativa, não levará ao sucesso. Deus através do seu amor abundante por nós, está sempre trabalhando para definir o tom que Ele deseja que tenhamos em nossas vidas. E busco fundamento para essa afirmação nas próprias Escrituras, ela diz: "Será que eu não posso fazer com vc o mesmo que o oleiro faz com o barro? Vc está nas minhas mãos, assim como o barro está nas mãos do oleiro."

Como Deus é maravilhoso com cada um de nós. Ele sempre está disposto a nos quebrar e nos fazer um vaso novo. Deixe Ele agir em sua vida, deixe Ele transformar seus maus hábitos em bons, e vc terá a prova do quanto isso lhe fará ser uma pessoa melhor para vc e para todos os que estão a sua volta.

domingo, 1 de outubro de 2006


Sexo faz parte

Sexo sempre foi um tema bastante polêmico em nossas vidas. Algumas pessoas o encaram com naturalidade, outros com euforia, e há ainda os que apresentam aversão a ele. Mas será que sexo faz parte na sustentação de um relacionamento ? Diria a vc que sexo é fundamental para mantermos um bom relacionamento com a pessoa que está ao nosso lado, além de trazer muitos benefícios a nossa saúde.

O sexo é uma forma de comunicação entre duas pessoas. É um diálogo que pode levar minutos ou horas, dependendo da afinidade que existe naquele relacionamento. Não importa a duração, o que conta é a qualidade com que esse diálogo acontece. Muitas pessoas trocaram o significado divino do propósito do sexo por alguns momentos de prazer, com pessoas que talvez vejam numa única noite e depois nunca mais se encontrem para trocar palavras. A sociedade encara o sexo como um produto a ser exposto e com um preço já determinado de fábrica. O sexo tem perdido o valor que Deus deu ao homem e a mulher quando os criou. Sexo é muito importante para o bem estar do relacionamento, mas precisa ser feito com a pessoa especial, aquela que está nos seus pensamentos e vc no dela 24 h por dia, 7 dias por semana, aquela pessoa que vc estaria disposto a fazer o impossível pelo seu bem estar, pela sua felicidade.

Quando duas pessoas iniciam esse diálogo, suas almas se tocam num plano nunca antes alcançado pelo ser humano neste mundo. É uma sensação que não consigo descrever em palavras. Sexo faz bem para o corpo, mente e coração. É a fórmula do elixir da beleza, como uma pessoa muito especial uma vez me confidenciou. Há uma coleção de poemas de amor nas Santas Escrituras, os Cânticos, onde descreve a pessoa amada e certamente o sexo está implícito nessas palavras. Para mim, isso é prova de que Deus dá grande importância ao sexo em nossas vidas.

Nenhum comentário:

Autoria

Consultor de negócios e apaixonado por aprender sobre relacionamentos e viver e falar de Deus a você.