quinta-feira, 4 de outubro de 2007

A porta para ansiedade


Você já teve medos? É natural o medo de perder a pessoa amada, dinheiro, trabalho, respeito, entre infinitas outras coisas. Agora, o que acontece quando seu medo aumenta de tamanho? Que conseqüências isso produz em você e nos seus relacionamentos?

Guarde que a ansiedade nada mais é que o medo em altas doses. Seria o mesmo que tomar conhaque duplo, talvez até triplo. O processo da ansiedade se inicia quando um alerta é disparado pelo organismo diante de uma ameaça, o medo. Instantaneamente seu organismo libera adrenalina que é bombeada pelo sangue e levada o mais rápido possível a partes específicas de seu corpo produzindo as respostas necessárias ao alerta de perigo.

O interessante é que não temos conhecimento de muitos desses alertas que recebemos e nesse ponto é que reside o risco para nossa saúde, porque a adrenalina é um veneno e precisa ser liberado para o organismo voltar ao seu estado normal. Pois a cada ameaça seguida de outra, é uma sobrecarga do veneno que se acumula, comprometendo em última instância nosso cérebro.

O propósito não é se aprofundar em detalhes biológicos do processo, no entanto desejo ressaltar o quão importante é cuidarmos do nosso dia a dia seja no ambiente de trabalho, lar, bem como quaisquer outros ambientes que possam disparar alertas. A ansiedade em si pode trazer conseqüências muito ruins uma vez que agimos no impulso de nossas emoções com escolhas erradas, falas mal colocada e atitudes impensadas.

Você precisa se proteger acima de tudo, lembre-se disso. Você é a peça mais importante em todo este cenário, chamado planeta Terra. Procure então encontrar meios para liberar as sobrecargas depositadas em você ao longo de um dia, semana. Um bom início é buscar a prática contínua de exercícios físicos como nadar, andar, correr, malhar. Você estará fazendo um bem grandioso a você mesmo.

Ainda para seu conforto espiritual, nossa Bíblia, como sempre, tem alguns conselhos mais valiosos: ”Lance sobre Deus toda a vossa ansiedade, porque Ele cuida de você” (1 Pedro 5:7) E “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica …” (Filipenses 4:6)

Perceba que em Deus você pode encontrar alívio de suas ansiedades. Não duvide e não questione, apenas aceite, vigiando seus pensamentos, pois eles são grandes vilões produtores de ansiedade, e o mais importante, confie na promessa: “Ainda que você ande pelo vale da sombra da morte, não tema mal algum, porque Deus está com você” (Salmo 23:4).

Nenhum comentário:

Autoria

Consultor de negócios e apaixonado por aprender sobre relacionamentos e viver e falar de Deus a você.