sábado, 9 de fevereiro de 2008

Cinco bolas


Você já fez malabarismos com bolas?

Um ex-presidente de uma companhia de bebidas discursou sobre o tema acima, e queria compartilhar com você a importante lição que aprendi e que por conseqüência afeta nossos relacionamentos.

Você e eu fazemos malabarismos com bolas em nossas vidas e nem nos damos conta do quanto. São cinco bolas que jogamos no ar: trabalho, saúde, família, amigos e espírito.

O trabalho é uma bola de borracha, se cair, ela pode subir novamente. Por essa razão, não se preocupe demasiadamente com ela. Deus abençoou o trabalho atribuindo três papéis de suma importância: fortalecer seu corpo, desenvolver suas faculdades e ocupar seu espírito. Cuide dessa bola, procurando dar o melhor de si, não pelas empresas, que vêem você como mais um número, no entanto, para o seu Pai que habita nos Céus e te vê como Seu tesouro mais valioso porque Ele te ama muito.

A próxima bola é a saúde. Ela, ao contrário do trabalho, é de vidro, se cair, quebra e fica eternamente danificada. Isso nos remete que temos dever de cuidar da saúde mental, seja através de terapia, boas leituras, gente que nos dê qualidade de vida. Também existe a vigia da saúde física por meio da prática de exercícios, do que comemos e bebemos, evitando tudo que possa gradativamente tirar a própria vida.

Família como você deduz é vidro. O poder usado na coerção e não na doação é risco sério para danificá-la. Deus tem uma atenção especial com a família, nossos pais e irmãos, devem ser amados e respeitados. Alimentar o bom relacionamento em família é garantia de que essa bola estará no ar e nos enchendo de paz e alegrias.

Quem não sente falta de amigos? Alguém que possamos confidenciar segredos, desabafar dores, receber palavras de consolação, apoio quando mais precisamos. Não tenho dúvidas de que os verdadeiros amigos são anjos de Deus nos acolhendo principalmente quando tudo parece ir mal. E a medida que nos distanciamos deles por causa de trabalho ou relacionamentos destrutivos, estamos nos pondo novamente em risco, se essa bola cair, ela tem poucas chances de ser restaurada.

E a bola espírito, deixada em segundo plano por muitos e crítica para nossa sustentação nesse mundo de tantas tristezas, preocupações, culpas, medos. Ela representa nosso relacionamento com Deus. Através da oração, estudo da Palavra e vivendo o cristianismo em cada ação nossa. Existe um desafio diário para mantê-la no ar: aproximar-nos de Jesus. Isso é um processo e nos toma a vida toda, acredite.

Tenha em mente que um dos segredos para se viver feliz ainda nesse mundo é buscar o equilíbrio das cinco bolas. Elas precisam estar no ar para que o ser humano possa viver em paz consigo mesmo. A pessoa que consegue terá sucesso em seus diversos relacionamentos. O que está esperando? Faça malabarismos com sabedoria, são só cinco bolas, e a felicidade estará na sua porta e ela entrará e ali permanecerá.

Nenhum comentário:

Autoria

Consultor de negócios e apaixonado por aprender sobre relacionamentos e viver e falar de Deus a você.