quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Deus do Impossível


O Impossível se tornará possível?

Há momentos e circunstâncias em que não podemos fazer muito, porque somos limitados. Não temos controle sobre muitas conseqüências, e entenda aqui conseqüência como o que se sucede depois de uma ação qualquer.

O ser humano busca a lei do menor esforço. Ir pelo caminho mais rápido, se esquecendo que este caminho costuma ser tão doloroso que não compensa a caminhada. Ele termina por remar a favor da maré, julgando, perseguindo, tudo para atender exclusivamente a seus desejos, não importando a quem doer desde que o eu dele aconteça. É da natureza humana agir desse modo.

No entanto, nos esquecemos que existe um Deus que está no comando da vida. Deus presente em todos os momentos e lugares, assumindo uma característica quântica ideal, da onipresença. Um Deus que pensa, sente e age, possuindo qualidades encontradas em nossos pais: proteger, educar e querer o melhor para os filhos. Com um detalhe: esse Deus te conhece perfeitamente desde que você surgiu no ventre.

Quando o ser humano se dá conta de que não está sozinho e esse Deus está observando e conduzindo todas as coisas, por que temer o presente e o futuro? Há uma rebelião invisível acontecendo diante de nós, e muito dela se dá em nossa mente. Temos sim que praticar com esforço o que está em 1 Timóteo 4:16: “Cuide de seus pensamentos, e assim ajudará a si e também aos outros”.

Faça uso da sua maior arma contra essa rebelião: o diálogo sincero e aberto entre você e Deus. Através da conversa com Deus nós o descobrimos. Lembre-se: Deus não age na nossa ansiedade. Somente quando o Impossível é percebido que Deus então move Suas mãos e faz verdadeiros milagres, porque Ele é o Deus do Impossível.

O Impossível não necessariamente é aquilo segundo nosso prisma, mas segundo o prisma perfeito de Deus. Nem sempre o Impossível é o que você está esperando que aconteça. Às vezes o Impossível é fazer você virar a página da sua vida e escrever uma nova história, mesmo que você não entenda hoje por quê. Quando o Impossível se alastra, não há o que fazer a não ser confiar e esperar em Deus, porque o mais Ele fará por você.

É de nossa responsabilidade encantar a vida enquanto o Impossível não acontece. Sua religião de décadas perdeu sentido para você? Seu amor partiu? Seu casamento acabou? Seus sonhos caíram por terra? Você perdeu tudo que achava que tinha? Não desanime nem se desespere, encante a vida e aguarde Deus se manifestar, porque Ele não é preguiçoso e está agindo mesmo quando você pensa que não.

De tudo, retenha em seu coração: Deus é amor e deseja fazer o Impossível na vida daqueles a quem Ele ama. O Impossível para Deus, não necessariamente para você. E por essa razão mantenha sua mente com os olhos na Esperança e o mais Deus simplesmente fará.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Sofrem por amor


Observo nas esferas de interação humana a presença intrusa do sofrimento. Sofrimento que tem raízes na doença, perseguição, violência física e psicológica, morte, traição, desprezo e por amor.

Cada sofrimento tem seu lugar e importância, porque Deus diz: “Todas as coisas contribuem para o bem dos que me amam”. Ele não provoca o sofrimento, mas permite que venha para lhe trazer algo bom através da dor.

Entre os sofrimentos, sugiro uma reflexão para você que já sofreu, sofre ou poderá sofrer por amor. E retenha o que for bom para renovar suas forças e passar por essa fase da sua vida mais forte do que você era ontem.

A primeira conclusão que se deve colocar para si: sofrer por amor é bom. Como? Você deve se perguntar. Se você sofre por amor é porque você está vivo como ser humano. Já pensou quantos acordam e não percebem isso, mas vegetam no seu interior, clamando para que sejam apagados do livro da vida? Você sofre, mas é por amor, por ter vivido um amor que lhe tocou profundamente. Isso é vida e é lindo.

Segunda conclusão: sofrer por amor faz crescer. Muitos temem porque implicará mudanças e as pessoas são resistentes a elas. E aquelas que temem a mudança vivem se perguntando: “Quem mexeu no meu queijo?”. Assim a vida passa, e não percebem que há mais queijo lá na frente, um novo queijo, que pode implicar em novos relacionamentos ou novas formas de se relacionar com a mesma pessoa. Não sabemos o que Deus tem reservado para cada um de nós, porque os pensamentos dEle não são os nossos pensamentos. Portanto, apenas permita crescer diante do sofrimento por amor.

E a última conclusão: esteja feliz por participar da experiência de sofrer por amor e assim conseguir alcançar uma pequenina compreensão do amor que Deus tem por você. Ele entregou Seu único Filho nas mãos de homens, permitiu que fosse acusado de roubo e assassínio, só porque Ele quer a sua felicidade. Se assim não fosse, a vida seria a que você vive e assim jamais poderia ficar na expectativa pela grande vida que está por vir, além do rio.

Deus conhece como ninguém o que é sofrer por amor. Às vezes não sofremos por amor, mas por desejo, egoísmo, querer que as coisas aconteçam segundo a nossa vontade, e é necessário identificar isso e remover de dentro de nós para permitir que o amor se alastre e alcance a nossa mais sincera alma.

Sofrer por amor é realmente bom, se confiarmos em Deus e deixarmos que Ele faça de nossas vidas a maravilhosa canção que Ele tem planejado. Se você sofre hoje por amor, saiba que Deus te ama muito e não permitirá que tal sofrimento vá além do que você pode e deve suportar.

O Livro dos livros deixa uma mensagem valiosa para você e para mim: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:16)

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Olhos na esperança


Para onde você costuma direcionar seu olhar?

Nossos olhos sempre estão voltados para alguém ou coisas. E há vários tipos de olhar: o da sedução, da ira, do medo, da compaixão e especialmente o olhar do amor. Seus olhos estão com foco onde?

A reflexão é para convidar você a rever onde estão seus olhos e fixá-los na direção certa. Mas que direção é essa? Como ser humano, conheço o amor e também já me foi apresentada à dor, e é sobre esse último que desejo chamar a sua atenção em relação aos seus olhos.

Nunca sabemos o que vai nos acontecer, hoje temos, amanhã perdemos. A onisciência é natureza única e exclusiva de Deus. Só Ele sabe por antecipação, nós não. E quando sorrateiramente a dor nos invade, para onde tendemos a fixar nossos olhos a partir de então?

Vemos que alguns direcionam o olhar para as drogas, outros à bebida, há ainda os que fazem de seu corpo um instrumento de abuso íntimo, existem ainda aqueles que insistem em manter relacionamentos que não dão certo, portanto as pessoas sempre direcionam seus olhos para uma direção, buscando fuga.

E para a fuga, a solução não vem, e continuamos alimentando um vazio sepulcral dentro de nós, vazio que não nos sacia, pelo contrário, cria retro-alimentação negativa, produzindo ainda mais vazio.

Nesses momentos de profunda dor, só há uma direção que nossos olhos devem se entregar e é em Jesus, nossa esperança e cura. Aconteça o que acontecer, não tire os seus olhos de Jesus. Ele é a fonte de solução dos seus problemas. Com Ele, sua vida nunca mais será a mesma, porque Ele é o Deus do impossível. Deus que te ama, Deus que quer ver a sua alegria brilhar aos quatro cantos do mundo e também nos cômodos celestiais.

A força não pode vir de você, ela vem de Deus e a solução vem de mãos dadas. Mas para isso você deve fixar seus olhos em Jesus, e não permitir que nada desvie. Alguém começou andar com Jesus sob as águas, e enquanto manteve seus olhos em Jesus, ela andava, quando desviou pelo medo de afundar, ela realmente afundou.

Esse fato relatado na Palavra deixa clara a mensagem: com Jesus, não dá pra afundar, se você escolher manter seus olhos olhando para Ele, você irá atravessar o mar das dores e se colocará em terra firme novamente. O tempo? Não sabemos, porque a Deus pertence o tempo de permanência sob as águas, mas tudo passa, pela misericórdia divina e amor sem igual do grandioso Mestre.

Que o seu desejo seja entregar seu olhar Àquele que pode todas as coisas, morreu por você, e está agora pedindo a Deus que você O siga, porque Ele te escolheu. Olhos na esperança e você verá a luz da alegria e do amor batendo forte e em ritmo pulsante dentro do seu coração.

domingo, 12 de outubro de 2008

Quem não se comunica...


Não é necessário completar, pois o ditado já é de domínio público. Posso citar outro: “quem tem boca vai a Roma”. Em síntese os dois apontam para uma necessidade indispensável em qualquer relacionamento: saber comunicar, que seja, um verdadeiro diálogo!

A palavra relacionamento no bom e velho dicionário significa: “1. ato ou efeito de relacionar(-se), 2. capacidade de relacionar-se, conviver ou comunicar-se com os outros, 3. ligação de amizade, afetiva, profissional, etc, condicionada por uma série de atitudes recíprocas”.(Aurélio século XXI).

Diante do significado real da palavra pouco se tem a acrescentar, pois o efeito maior e mais sentido é o prático. Deveríamos aprender a ouvir mais e a falar menos, como a própria anatomia humana sugere, se temos dois ouvidos e uma única boca. Diz as sábias palavras, “até um tolo quando cala passa por sábio”. Entretanto, como seria bom se aprendêssemos a ouvir, e ouvir mais, e ouvir para entender e não somente para responder. Atentos sempre a necessidade do outro (a), especialmente porque por trás de cada palavra existe um sentimento ou uma emoção. Já li no livro dos livros: “... o ouvido prova as palavras, como o paladar, a comida” (Jô 34:3).

Nas entrelinhas de cada discurso normalmente há um grito de socorro não declarado.
Ouvir para entender e não para responder. Ouvir para compreender, para relacionar, especialmente como já conceituado no dicionário e justificado na lei da física: ação e reação. Se quiser ser ouvido (a) aprenda a ouvir. Se desejar ser compreendido (a) aprenda a compreender. Essa é a beleza da reciprocidade e a singeleza do processo de comunicação: entender e se fazer entendido (a).

Mas a necessidade que temos é de falar para sermos ouvidos e por conseqüência “compreendidos”. Se for necessário falar, que falemos de nós mesmos e do que sentimos. Não fale do outro (a) e fale sim de você mesmo (a). Use sempre expressões do tipo “eu me sinto” ou “eu vejo de outra forma” e nunca diga “você me deixa assim” ou “você não faz o que eu gosto”. Assim evitará um confronto desnecessário e o despejar de acusações e erros alheios. Se não ficou claro, use o “feed back” e pergunte com educação, repetindo o que lhe foi dito, evitando um conflito por qualquer equívoco ou mal entendido. No clamor das emoções as palavras podem não ser ditas e nem ouvidas claramente.

Uma coisa é verdadeira: se mesmo tendo razão não soubermos falar, fazendo do jeito errado ou na hora errada, certamente perdemos a razão. É indispensável que haja um tom de voz ameno, um olhar atento e um semblante sereno de alguém que deseja acolher. E como está escrito: “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira”. (Provérbios 15:1).

O meu desejo é que, mais que uma boa conversa, um excelente relacionamento se traduza num especial ouvir de sentimentos. Então, feliz relacionamento para você!

Denise S. V.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Mimosa


Mimosa representa os elementos que fazem parte de nossa zona de conforto. Temos dificuldades de sair dessa zona, qualquer que seja a área: profissional, familiar, espiritual, social e afetiva.

As razões de permanência no conhecido podem ser inúmeras. Não desejo me ater à raiz do problema, visto que precisaríamos do suporte da terapia, e cada caso é um caso. No entanto, desejo compartilhar com você um conteúdo mais profundo e que deve nos fazer refletir para onde estamos indo.

É bom ter uma vaquinha para tirar leite e vender com o intuito de cobrir nossas necessidades básicas como beber, comer, se vestir. Há muita gente que adota o modelo de venda “mimosa” para ganhar a vida. O interessante notar que tal modelo pode ser encontrado em nossos relacionamentos também.

Com mimosa, você não vai passar necessidades, mas também não vai além dela. A felicidade é conquistada quando precisamos lutar para ganhar a vida, mas mimosa não está mais ali. Ou porque, derrubamos a vaquinha no buraco, ou a vida a empurra no precipício pra gente.

Deus, através do seu infinito amor, empurra nossa mimosa no buraco. E sabe por quê? Ele ama você e a mim com uma intensidade que não podemos medir e tão pouco entender. E Seu maior desejo é que você e eu conheçamos o desconhecido, ou seja, devemos sair da zona de conforto porque o propósito divino é que cresçamos em mente e espírito.

Todavia, esse mesmo Deus é um cavalheiro e nunca força. Ele pode empurrar nossa mimosa, precipício abaixo, mas não vai forçar que você saia a procura de um novo modelo de venda bem como desenvolver habilidades que você não possui, somente você deve fazer a escolha de aceitar o desafio.

Peça a Deus orientação em todos seus passos. Não duvide, esse é o melhor a se fazer se quisermos seguir por um bom caminho em nossa vida. Lembre-se: Deus pode não privar você da tempestade, mas seguindo Sua orientação, certamente irá privar você na tempestade.

Pare, analise, e identifique a mimosa ou mimosas de sua vida. Será que não é o momento de empurrá-la? Quem sabe pedir a Deus que empurre para você? Que garantia você terá, pode se perguntar? Nenhuma. Apenas estará indo rumo ao desconhecido, e o maior benefício disso tudo, é crescimento para a sua vida e a certeza de que há um Deus todo amor acompanhando seus passos seja para onde for.

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Luz no Vale


Você está se sentindo no vale da sombra? Aquele lugar onde parece não existir ninguém a não ser sua alma com muito medo do amanhã? Esse vale perturba muito seu coração?

Todos já passaram, passam ou passarão por esse vale. O próprio Filho disse; “no mundo tereis aflições” (João 16:33). Diante do vale podemos aceitar ou rejeitar os fatos. Se rejeitarmos, corremos o risco de perder nosso caráter e amor próprio, visto as conseqüências que a rejeição do vale da sombra pode provocar.

Por outro lado, se aceitarmos, certamente teremos um braço protetor: “Deus está próximo dos que tem o coração quebrantado”. Ele nunca nos deixa sós.

Passar pelo vale da sombra embora seja duro, difícil, tem um propósito que não conhecemos e daí, devemos confiar em Deus, só Ele conhece o porquê e o tempo no vale da sombra. A nós, compete somente esperar com os olhos fixos para Cima, como as flores crescem e assim não sentiremos a força das raízes nos puxando para baixo.

E no vale da sombra se pode ver a luz que brilha para quem permanece com fé nas promessas de Deus. Embora tal luz pareça com baixa intensidade, ela existe e deseja te alcançar. Mas como? Busque ajudar aqueles que também estão passando pelo mesmo vale. Estenda seu braço, conselhos, amizade, atenção e amor.

Há pessoas nesse momento que estão sem rumo, sem direção, não vejam saídas para seus problemas, perderam a fé em Deus e em si próprias. Acordam com desespero no coração, pois desejam que não despertem mais por tanta dor, tristeza, desamparo que sentem. Quantas e quantas pessoas se encontram nessas condições?

E o que elas mais anseiam é ouvir: estou orando por você, nosso Deus está cuidando de tudo, não se aflige, você é a pessoa mais linda que Deus tem. Elas querem conselhos, palavras de esperança, socorro vindo de um simples gesto: estou com você, se acalme, porque isso tudo passará.

No apoio à outra alma, você se ajuda e ganha forças para atravessar o vale da sombra. A Palavra diz: “... os que esperam no Senhor renovarão as suas forças” (Isaías 40:31). É fonte de poder esperar nos planos que Deus tem para você. Além de ser um derramamento de bênçãos sem par na sua vida. Os Céus se abrem e de lá vem a salvação nAquele que pode todas as coisas.

Deus é amor. Vocês são filho e filha do Amor. Nada do que lhe sucede acontece sem a permissão de Deus. Se você está no vale da sombra, aceite com o coração alegre por saber que o Poderoso Deus está perto e Ele não dá uma carga maior daquela que podemos suportar. E nesse vale, seja luz para outras almas, estendendo sua mão ao encontro delas.

Autoria

Consultor de negócios e apaixonado por aprender sobre relacionamentos e viver e falar de Deus a você.