quarta-feira, 25 de março de 2009

Tudo bem


Com que freqüência, respondemos “tá tudo bem” quando nos indagam de nossa vida?

Percebe-se no dia a dia dos relacionamentos em trabalho e também do coração uma resposta que muitas vezes não é verdadeiramente aquela que carregamos no momento. Podemos estar tristes, aborrecidos, mas mesmo assim insistimos na frase “tá tudo bem”.

Parece que o ser humano aprendeu a amortizar as emoções para os outros, para ele e quem sabe até para Deus. Criamos uma coraça temporária para enganar nossa mente de que sempre estamos bem, e comunicamos a falsa mensagem ao mundo exterior.

Observe à sua volta quantas pessoas dizem no dia “tá tudo bem” e nos bastidores da sua alma, pode não estar nada bem. Pelo contrário, a pessoa talvez esteja com gritos silenciosos de socorro, suplicando misericórdia aos homens ou aos Céus pela sua atual condição de existência. Ela pode estar em vias de morrer para o seu eu, não por causa de Deus, mas por uma vida que ela não vê saída.

Quem diz “tá tudo bem” pode estar vivendo na realidade um vazio desesperado, onde nada mais faz sentido, nem trabalho, amigos, igreja, família conseguem preencher o vazio sepulcral que ela sente. E para o mundo ela transmite através da fala uma mensagem em profundo contraste com seu viver.

A fala pode dizer “tá tudo bem”, mas a vida humana continuamente emite sinais do real status de nosso viver. Através do corpo cansado, da ansiedade, de doenças, com sinceridade, respondemos como estamos. Você pode enganar os outros, até a si próprio, mas você não consegue enganar o seu corpo.

Deus é o único capaz inteiramente de te compreender e diagnosticar com precisão como você está. Ele é quem permanece ao seu lado nos momentos de alegria e também de profunda dor. Quando você chora, Deus também chora, quando você se angustia, Deus também se angustia pelo seu problema. Nenhum ser humano consegue captar o que muitas vezes você está sentindo.

E esse mesmo Deus diz com a mesma frase, porém em conotação diferente: “tá tudo bem, não importa quem você foi e o que viveu até aqui, farei de você um vaso novo, custe o que Me custar, porque você é a pessoa mais linda que Eu tenho, e nada poderá afastar você do Meu amor”. Ele grita essa mensagem em cada capítulo de Sua carta para você, tanto que deu a maior prova disso: a vida de Seu único Filho para que você tenha vida em abundância.

Guarde para reflexão: Jeremias 18:3-6 “Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, oh casa de Israel? Diz o Senhor: “Eis que como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, oh casa de Israel”.

Nenhum comentário:

Autoria

Consultor de negócios e apaixonado por aprender sobre relacionamentos e viver e falar de Deus a você.