quarta-feira, 22 de abril de 2009

Sinal verde: Felicidade em ciclos


O tema felicidade é sempre abordado aqui vez ou outra, por ser um tema que eu caço com unhas para mim. E, portanto, sempre que posso venho trazer novas reflexões acerca dela.

Por experiência de vida, você e eu chegamos a uma conclusão, se não era consciente agora poderá ser: é impossível permanecer feliz vinte e quatro horas por dia, sete dias da semana. Por que será? Por infinitas razões que a nossa existência carrega consigo: egoísmo, orgulho, medos, desânimos, frustrações, perdas, conflito de interesses. Todos estão sujeitos a esses sentimentos estranhos que como intrusos entram em nós quando menos esperamos.

Mas a mesma vida me leva a uma observação: são nos pequenos momentos que encontramos a verdadeira felicidade. São pequenos por serem de duração rápida, e simples de se conseguir como o descascar de uma laranja.

Passar uma tarde com os melhores amigos conversando, ou quem sabe investir um tempo brincando com seus filhos, ou ainda planejar e realizar um programa com a pessoa amada e ao fim deste programa como resultado ver os olhos dela brilhando como diamantes pela alegria do momento que estiveram juntos.

São tantos os pequenos momentos de felicidade que podemos criar ou então aceitar receber quando batem à nossa porta, e isso nos leva a uma conclusão: viver feliz envolve sabedoria para gerir os pequenos momentos. Gerir implica em saber planejar a felicidade, realizá-la, administrar esse tempo para fazê-la ser com qualidade e ter consciência de que tem um início, meio e fim, portanto, um ciclo, como tudo na vida.

Deus nos proporciona ciclos de felicidade e nós devemos pedir a Ele sabedoria para gerir cada ciclo. Sabedoria significa saber fazer o melhor uso da felicidade que se coloca a nossa frente lembrando que a felicidade tem tempo para começar e tempo para terminar.

Quando passamos a ter consciência clara de que a felicidade se faz em ciclos fica mais fácil tocar a vida. Podemos ainda enxergar a felicidade através dos sinais de trânsito: verde e vermelho. Na situação vermelha, significa que ainda não estamos dentro de um ciclo, e, portanto, cabe a nós buscar mais um ciclo, assim como pedir a Deus também. Já quando o sinal está verde, você saberá que estará vivendo mais um ciclo de felicidade.

Uma pergunta que você precisa lhe fazer hoje: eu vivo mais nos sinais vermelhos ou verdes da minha vida? Se a resposta for vermelho, então pare tudo, olhe pra Cima, peça a Deus sabedoria, coragem e força para tomar uma atitude em busca dos sinais verdes pra você.

Guarde para reflexão: “O Rei se alegra com a tua força. Ele vibra de alegria com a tua salvação, Cumpriste os desejos que ele tinha no coração, respondeste todas as suas orações” Salmo 21:1-2

Nenhum comentário:

Autoria

Consultor de negócios e apaixonado por aprender sobre relacionamentos e viver e falar de Deus a você.