quarta-feira, 27 de maio de 2009

Arte e Ciência de vida


Você sabe viver? Aqueles que sabiamente respondam a essa pergunta trabalham com arte e ciência ao mesmo tempo.

Arte porque viver requer criatividade para fazer acontecer e sensibilidade para sentir a respiração da vida. Por outro lado, ciência porque é necessário adquirir um conjunto de habilidades para tornar a vida uma linda obra de arte.

É a harmonia entre arte e ciência e na medida certa que conduz você à realização da sua existência. Será que é difícil conseguir conciliar arte e ciência para fazer da sua vida uma belíssima canção?

Como todo discípulo, sempre há por trás um mestre que pode orientar seus passos na concretização desse propósito maior. Falo do Mestre dos mestres, o amoroso Jesus. E por que Ele? Pela razão dEle conhecer arte e ciência da vida como ninguém jamais conheceu. Alguém que é plenamente humano como você e eu, e alguém que é plenamente Deus.

O segredo para saber viver está cristalino em Hebreus 4:1 “... considere atentamente o apóstolo e Sumo sacerdote de nossas confissões, Jesus” O que isso significa? Entender de modo profundo e intenso quem é Jesus, para que então você possa se relacionar com Ele da maneira mais natural e verdadeira possível. E desse relacionamento você se tornará um grande artista, maior que Da Vinci.

Portanto, através do relacionamento pleno entre você e Deus, se aprimora o(a) artista que há dentro de você. E ciência? Como se desenvolve? Ciência depende de você por si só. Entenda que ciência é se capacitar através de técnicas, conselhos, de como conduzir uma vida do estado da arte.

Exemplo: É ciência de vida saber que a coerção destrói relacionamentos. As cicatrizes ficam tão marcantes que serão levadas consigo para quem as pratica, é como bater um prego numa madeira. Por mais que você retire o prego, a marca fica não se restaura. Também é ciência evitar a palavra dura ao outro quando se está irado, porque se dá chances para que o Rebelde aja através de você. E muitas outras técnicas fazem-se necessário conhecer e praticar para se viver relacionamentos saudáveis.

Mas a ciência pouco pode fazer se não existir arte. E a arte nasce do seu contato diário com o Verbo que se fez carne (João 1:14) Não tem segredo, é simples assim. A conciliação correta de arte e ciência leva você há uma conseqüência: fazer o que se ama com as pessoas que se ama.

A humanidade perdeu a imagem de Deus no Éden. No entanto, por amor maior que todos os amores do mundo, Deus enviou Seu filho a este mundo para que todos os que nEle acreditam restaurem a imagem e possam assim viver na companhia do Pai novamente.

Guarde para reflexão: “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo,... muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo....” (Rom. 5:12-14, 17, 19).

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Mentiras


A mentira se iniciou na história quando o Rebelde fez uso dela para enganar outros com o propósito de distorcer o caráter de Deus. E assim nasceu o Pai da mentira.

A reflexão de hoje convida você analisar o que a mentira faz nos relacionamentos e as suas tristes conseqüências.

É mais fácil viver em mentiras do que em verdades, porque nos deixa numa zona de conforto. Não precisamos mudar aspectos da vida, enfrentar a realidade dos fatos, não precisamos olhar muitas vezes para dentro de nós mesmos. Mentir tem seu lado bom a curtíssimo prazo: a vida permanece aparentemente em equilíbrio e conseguimos o que desejamos.

No entanto, os efeitos da mentira certamente são destruidores a todos que aceitam viver no meio dela. Não se esqueça de um velho ditado popular: “a mentira tem perna curta, mais cedo ou mais tarde ela vem à tona”.

Deus através da Sua Palavra de Amor também tem um conselho pra você e pra mim: “Não dirás mentira contra o teu próximo.” (Êxodo 20:16) Por que será? Quem sabe porque o maior prejudicado com a mentira seja você mesmo e como Deus te ama, Ele tem o dever de orientar.

Começamos com uma pequena mentira aqui, outra ali, e dizemos para nós mesmos: é uma mentirinha que não faz mal a ninguém, e talvez não faça mesmo naquele contexto, mas existe um problema grave que é sinalizado ao nos comportamos assim: habituamos o nosso ser a mentir e aí podemos fazer de nossa vida com o passar dos anos uma monstruosa mentira a ponto de não termos coragem para voltar a viver em verdades.

E o que Deus diz da pessoa que vive em mentiras? “Os lábios mentirosos são abomináveis a Mim; mas os que praticam a verdade são o Meu deleite.” (Provérbios 12:22) A oração de uma pessoa que vive em falsos testemunhos tornam-se abomináveis aos olhos do Senhor sendo excluídas da Sua presença.

Não existe perda maior do que viver excluído da face de Deus, provavelmente essa é a conseqüência final da mentira. Deus é fonte de poder, sabedoria, segurança, proteção e de nos abençoar a cada manhã dirigindo nossos passos nos caminhos do bem, que nos levarão para além do rio. Pois Ele afirma: “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira.” (Apocalipse 22:15)

Se até aqui você viveu em mentiras, convido a refletir no que tem feito, será vida ou um faz de contas? Não importa, Deus está disposto a perdoar você se com sinceridade arrepender-se de suas faltas e esforçar-se para não mais viver em mentiras. Nosso Deus fala: “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1:9)

Esse é o Deus de infinita misericórdia para com cada filho e filha Seus. Que você e eu escolhamos a partir daqui lutar para viver em verdades, e desfrutar de uma vida de paz, alegria, amor e bênçãos sem igual dAquele que é o Nosso dono e tem por nós um amor milagroso.

Não é tarefa suave viver em verdades, mas devemos buscar a Deus de coração para permanecermos conectados a Ele, porque existe um ser que não quer que ninguém seja feliz, o Pai da mentira.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Simples assim


Falo ao coração que pode ter experimentado conhecer Jesus. Obras ou fé? Quem lhe salva?

Vou dividir a vida de uma pessoa aqui para fins de reflexão espiritual, em duas partes: antes de conhecer a Jesus (aJ), e depois de conhecê-lo (dJ). O que se fez no tempo do aJ não mais importa, porque quando você conhece e aceita Jesus, Ele apaga seus erros, culpas, e uma nova vida passa habitar em você. Em relação a isso não há o que discutir.

O perigo reside quando estamos no tempo do dJ. Nesse tempo específico muitos começam a viver apenas as obras: guardar sábados, devolver dízimos, ir à igreja, não comer certos alimentos, nem beber determinadas bebidas, entre uma infinidade de outras.

Então subitamente dentro da mente de milhares daqueles que aceitaram Jesus, se inicia um processo, onde essas pessoas acreditam que devem fazer a sua parte para alcançar a salvação, e sem perceberem passam a viver as obras da lei: salvação por mérito próprio, ganho de pontos com Deus.

A questão é que existem duas formas de continuar a viver, e uma delas é ser obediente o tempo todo à lei do Criador. Eu não consigo, você consegue? Antes de o homem pecar, não havia alguém que não conseguisse, porque o pecado ainda não estava no DNA da raça humana. No entanto, com o pecado, você e eu vivemos a maldição da lei, como Paulo, apóstolo, descreve no capítulo 3 da carta de Gálatas.

O que é a maldição da lei? Por nosso próprio esforço, tentando obedecer a Deus, nunca conseguiremos a vida eterna, simplesmente porque hora ou outra iremos nos desviar do caminho, seja em ações ou até mesmo em pensamentos. Não há hoje um ser que consiga respeitar a lei divina desde que se levanta até deitar-se. Embora, houve uma só pessoa depois da Queda, que conseguiu viver obediente todos os dias da sua vida, essa pessoa é o Filho, o próprio Jesus.

Portanto, vendo a situação triste da condição humana, Deus por amor de você e de mim tinha um plano para vencer a maldição da lei: a salvação pela fé em Jesus, simples assim. E com esse plano, Jesus vem para abolir a maldição que nos foi colocada pelo pecado, a maldição de não podermos ser salvos pelas obras da lei.

Não se iluda: você não será salvo e nem salva por melhor que seja com os outros e com Deus, porque a maldição está sobre o seu sangue, assim como o meu. Mas você pode conseguir aceitando com o coração que Jesus morreu para apagar todas as suas faltas.

E a conseqüência desta aceitação é buscar viver em obediência às leis do Pai. A lei foi colocada com amor para lhe proteger, e não para lhe punir. Quando desobedecemos, não é porque seremos punidos, mas porque estaremos sujeitos a perigos. Uma exemplificação: a mamãe avisa a filhinha que não deve se aproximar das rosas porque elas têm espinhos. A filhinha com curiosidade e vontade escolhe desobedecer e se aproxima, e então ela se machuca com os mesmos espinhos.

Guarde para reflexão: “A pessoa que encontra vida, a encontrará por meio da fé em Jesus”. Gálatas 3:11

quarta-feira, 6 de maio de 2009

pre Ocupação


Você se preocupa com freqüência? O texto de hoje é para refletirmos no propósito e os efeitos de nos preocuparmos. Será que existem ganhos nesse tipo de comportamento?

Se separarmos a palavra preocupação teremos pré ocupação. Portanto, preocupação é ocupar a mente antecipadamente com alguma coisa que ainda não aconteceu de fato. Por que fazemos isso?

O ser humano é por natureza imediatista. É sabedoria quando ele aprende a esperar, a desenvolver paciência e se esforçar para não se preocupar. A preocupação não vai alterar o que irá acontecer, talvez até atrapalhe, visto que da preocupação, a ansiedade aparece e com ela pode entrar em cena coisas desastrosas em decorrências de nosso comportamento “tem que ser agora”.

A origem da preocupação está em nossos pensamentos. Eles são a fábrica produtora de coisas que ainda não aconteceram, mas que já passam a produzir substâncias químicas para todo o corpo se preparar. Percebe que você é afetado por um evento futuro ao qual você não tem certeza se acontecerá, porque é fruto puro da sua imaginação.

Há algo curioso nesse processo. Quando nos preocupamos com alguma coisa “ruim”, que nos traga medo, desespero, a chance de isso virar uma cena concreta aumenta muito. Provavelmente porque iremos agir na emoção, lembrando que a carga química sobre seu corpo já alterou sua percepção real dos acontecimentos e isso é perigoso.

Por outro lado, se adotarmos um comportamento de evitar pensamentos que se caracterizam por preocupantes, a probabilidade de que suas escolhas tomem um rumo diferente e produtivo para você, aumentam exponencialmente, porque sua mente está atenta e gerenciando as conseqüências ao seu redor.

O maravilhoso Deus nos deixou um conselho sobre a preocupação: “Por isso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades”. (Mateus 6)

Se temos uma orientação tão valiosa e rica, por que não a seguimos? Reflita, converse com Deus, Ele certamente lhe dará respostas e estímulos para deixar o comportamento preocupante e tão prejudicial aos seus relacionamentos.

O maior ganho que a preocupação traz é ocupar mente e tempo, só que é um ganho não para mas contra você, porque irá interferir em suas escolhas, o que quase sempre não será o melhor para a sua vida.

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Removeu o véu


Adonai Amore: Deus é infinito, você não. Ele quer muito se relacionar com você, mas se relacionar implica em conhecer. E para você e eu é impossível conhecer Alguém infinito. A menos que Ele se faça conhecer. E Deus por amar muito o ser humano removeu o véu que o cobria e se revela através da natureza, da consciência humana, falou por meio de profetas, demonstrou Seu amor e caráter através da Biblia e assumiu a nossa natureza na pessoa de Cristo.

Tudo isso é um forte sinal de que Deus está muito mais próximo do que você imagina. Ele nunca abandonou um filho e filha, viu? Saiba que Deus é seu escudo e está com você quando deita, adormece e se levanta para um novo dia. A natureza criada é símbolo da sabedoria, poder e bondade de um Deus que é 100% amor.

O sábado é para você descansar(corpo e mente). Deus criou com esse propósito. Êxodo 31;12-13 "Certamente, guardareis os Meus sábados, disse o Senhor Deus"

Autoria

Consultor de negócios e apaixonado por aprender sobre relacionamentos e viver e falar de Deus a você.