quarta-feira, 24 de junho de 2009

Nascimento separado


É sabido que nascemos de um pai e uma mãe. No entanto, antes nascemos no pensamento de Deus. Em Sua mente somos criados anteriores à nossa existência. E com Jesus, como foi? Convido a me acompanhar nesta reflexão e entender com mais profundidade como nasceu o Filho do homem.

Jesus é chamado nas Escrituras como Emanoel, o Deus conosco. Emanoel já existia antes do Seu nascimento como podemos ver em João 1:14 “E no princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus, o Verbo se fez carne e habitou entre nós”. Na passagem há três considerações: Princípio querendo dizer no começo de tudo; Verbo era utilizado com o sentido da Palavra; e carne querendo dizer que recebeu um corpo humano físico como você e eu.

Mas será que Emanoel nasceu exatamente como qualquer outra criança nasce? Certamente que não, uma vez que Sua mãe Maria, era virgem. Jesus nasceu através de uma ação do Espírito Santo, e, portanto, não houve fecundação. Era do propósito de Deus que Seu filho viesse nas mesmas condições de Adão antes da queda, ou seja, sem a marca de pecado.

É importante recordar que quando a humanidade se separou de Deus através de uma escolha em benefício próprio (chamamos a isso de pecado), o homem como raça perdeu a imagem que havia recebido do Criador. É como se ele sofresse uma mutação, e essa mutação envolvendo físico, moral, espírito então já modificados, fossem transmitidos aos descendentes, e foi assim que aconteceu e acontece até hoje.

Se Jesus nascesse recebendo herança de Maria, Ele seria “mutante” como você e eu, e aí Sua missão de recriar a imagem do homem à Deus seria uma missão impossível. Porque não podemos nos salvar a nós mesmos, e necessitamos de um Salvador, alguém puro, principalmente sem mutação moral e espiritual.

Há passagens em Hebreus 7:26, 1 Pedro 1:19 e 2 Coríntios 5:21 que afirmam a santidade, ou seja, inexistência de pecado no Filho de Deus. Tudo isso é para mostrar a você que não era possível que Maria tivesse participação na concepção de Jesus, ela foi apenas o meio pelo qual Ele nasceu, nascendo separado das nossas mutações.

Vale destacar que a vinda de Jesus ao nosso mundo é considerada mistério, mas que Deus desejou revelar a quem está pronto para receber a verdade. E Paulo deixa claro em Romanos 16:25,26 “ .. e o mistério foi revelado ...”

Através do nascimento de Jesus, você e eu podemos nascer novamente, recebendo nova moral e espírito, e assim estarmos pronto para entrar na casa de Deus e nunca mais experimentar as lágrimas do mundo de cá.

Se você ainda não O conhece, convido a deixá-Lo entrar pela porta da sua mente. Se você o conheceu em algum dia, e hoje está afastado da Sua companhia, não pense duas vezes, vá agora buscá-lo para não mais largar. A vida com Cristo já é difícil, sem Ele, torna-se impossível.

Guarde para reflexão: “Portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram, tudo se fez novo” 2 Coríntios 5:17

Nenhum comentário:

Autoria

Consultor de negócios e apaixonado por aprender sobre relacionamentos e viver e falar de Deus a você.